The Walking Dead – A Queda do Governado Parte Dois

Páginas: 306

Escritor(s): Robert Kirkman e Jay Bonansinga

Editora: Galera Record

Essa é estreia das resenhas literárias aqui no Matinê Cine&TV, o livro escolhido é o último que eu li. Confesso que demorei mais do que o desejado para lê-lo, mas mesmo assim estou aqui fazendo essa resenha para vocês. Espero que gostem.

120479183_1GG

A Queda do Governador Parte II é o último livro da primeira sequência de The Walking Dead. Essa primeira série de livros começou muito bem, trazendo a grande e esperada história do vilão mais icônico que tivemos até os tempos atuais no seriado, o Governador. Mas falando do que interessa. A história final é um pouco tediosa, os fatos acontecem rápido de mais e a linguagem usada no livro é bem simples, com algumas formalidades e palavrões que acabam tirando o brilho da história. Com certeza essas palavras de baixo calão são utilizadas para transmitir a realidade do mundo em que a história é ambientada, mas acaba tendo termos que deixam o enredo forçado.

Como o próprio nome diz, “A Queda do Governador”, o livro conta as últimas aventuras do líder de Woodbury. A história contada nos livros tem praticamente os mesmos acontecimentos da série, mas mostrados de pontos de vista diferentes. A perspectiva dos vilões é diferente e o Governador dos livros é muito mais insano do que o da série. Essa insanidade me desagradou muito nos últimos dois livros porque a história ficou muito apelativa no sentido de: “Eu sou o Governador e eu posso tudo.”.

Outro detalhe é que através da linguagem usada o autor tentou trazer um pouco do nosso dia-a-dia para a história e isso é ofuscado por causa dos acontecimentos surreais. Falo sobre mutilações, mas não darei muitos detalhes sobre isso porque já seria um spoiler. Só para lembrar que o livro gira em torno de outros personagens que não temos na série, então para quem pensa em  ler toda a sequência dos livros de The Walking Dead eu tenho um aviso: não esperem Rick e companhia aparecerem de cara porque não é bem isso, eles aparecem, alguns, mas em circunstâncias diferentes.

O livro foi muito bem traduzido pela editora Galera Record, a diagramação justificada das páginas está ótima, só não está perfeita porque temos alguns, poucos, erros gramaticais, borrões e letras desbotadas. A adaptação da capa do livro foi feita perfeitamente, e tal capa traduz o acontecimento final do livro.

Para quem gosta de The Walking Dead e quer conhecer mais histórias, analisar os fatos com outros olhos e quer saber a verdadeira história do Governador Phillip/Brian Blake, eu super indico, mas aviso que não espere muito deste último livro porque ele tem muitos altos e baixos.

É isso pessoal, essa foi a primeira resenha do Matinê Cine&TV e eu espero que tenham gostado. Para quem já leu o livro deixe sua opinião nos comentários para debatermos  e para quem não leu e ficou interessado também. Todos os comentários serão repondidos e dúvidas atendidas por mim. Até a próxima.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 4º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.