[Review] Gotham – 2×02 – Knock, Knock

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Essa série, essa temporada e esse episódio… O que falar? Tenho apenas elogios e referências para colocar na review. O primeiro comentário que posso fazer é que Gotham está tomando um rumo incrível. A história vai se encaminhando para grandes acontecimentos, e o melhor de tudo é ver os vilões que eu mais gosto evoluírem com tanta naturalidade. Sim, eu sou completamente fã do universo sombrio do Batman, tanto dele como de tudo que envolve o personagem.

Maniax, esse é o nome do “Esquadrão Suicida” de Gotham. O grupo de vilões está conseguindo deixar a sua marca de uma forma fantástica nesse início de temporada. Jerome (Coringa, que aliás teve alguns segundos de cabelos verdes no episódio) comanda as ações do grupo, que segue as orientações de Theo Galavan. Esses dois formam uma combinação perfeita de perversidade e insanidade. Para quem conhece a história dos dois personagens, está sendo muito gratificante acompanhar o surgimento de um vilão e a quebra do paradigma comum de mostrar como nasce um herói.

Além desse plot, que vai ser o mais explorado na temporada, também vimos a ascensão de Jim Gordon e a queda da nova comissária. Tudo aconteceu bem rápido, sem tempo para digestão. Mas mesmo assim os acontecimentos foram bem construídos. O interessante é que mesmo que o público saiba do que cada personagem é capaz, os próprios se colocam em uma posição onde eles precisam mostrar até onde podem chegar. Isso é muito bom porque quem sai ganhando somos nós, os admiradores. Fato que pode ser comprovado na cena em que o Jerome disputa a posse da espada, para mostrar que ele é o líder do “Maniax!”.

Imagem: Arquivo Pessoal Matheus Machado
Imagem: Arquivo Pessoal Matheus Machado

A aparição de Lucius Fox fez com que víssemos a maior referência a trilogia do Cavaleiro das Trevas. Na hora que o Alfred procurou ele eu fiquei arrepiado. O personagem é marcante e importante no futuro, mas o meu interesse é ver o que ele fará no presente momento da série. Será que vai ser apenas para arrumar o computar que o Alfred quebrou ou vai se tornar um aliado do menino Bruce contra os podres da empresa?

Para fecharmos a review com chave de ouro não posso deixar de comentar sobre os acontecimentos finais do episódio, que já estava bom por si só e trouxe ainda a invasão do GCPD. A cena coroou o início da temporada de Gotham e confirmou que o Jerome vai ser um ponto forte do roteiro. Realmente foi a prova de que essa temporada promete ser uma das melhores da Fall Season. Ao final disso vimos a volta do Bullock que já estava pedindo para voltar.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
,

Comentários

Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek, Star Wars, Marvel, DC Comics. Na TV The Walking Dead, Shameless, Jessica Jones, The Handmaid’s Tale, entre outras, são algumas das suas favoritas.

Você Também Pode Curtir