Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Gotham tirou o pé do acelerador e diminuiu um pouco o ritmo alucinante dos dois primeiros episódios. Nada incomum nisso, principalmente em séries com uma temporada longa acima de 20 episódio. Mas mesmo assim o roteiro de Rise of the Villains continua envolvente.

Strike Force traz acontecimentos importantes e alguns que já eram esperados, como o encontro de Oswald Pinguim com Theo Galavan. Todos sabemos que mesmo assumindo o lugar de Carmine Falcone, Oswald, não tem essa bola toda. Ele pode até mandar em quem está abaixo dele, mas quem está acima sempre vai ter o que quiser dele.

Aconteceu, também, a chegada de Nathaniel Barnes. Novo Captain do GCPD. Além do Bullock, Barnes, vêm para dar uma grande força e ser um baita aliado do Jim. As primeiras ordens do Cap foi demitir alguns dos corruptos do departamento e colocar James Gordon como o 2º na ordem de comando. Ou seja, agora as coisas vão ficar interessantes com Barnes, Gordon e a Força Tarefa criada exatamente para que Jim possa comandá-la.

A cada episódio uma nova parte dos reais planos de Theo Galvan são revelados. Dessa vez vimos ele mostrando a planta de como Gotham vai ficar futuramente, com certeza depois de ele ser eleito ao cargo de Prefeito. Galavan está enganando todo mundo como um falso herói, e o mais besta de todos é o menino Bruce, que realmente pede para sofrer as vezes.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Por fim, Mrs. Nygma. Agora sim tivemos um leve avanço para o futuro do Charada. Esse plot pode ser melhor aproveitado, não precisa se resumir em poucos segundos. A cena com a Kringle foi ótima porque mostra ele sendo persuadido ou dominado pelo seu subconsciente.

É pessoal a temporada está bem bacana e vocês vão ficar por dentro de tudo que acontece em Gotham, é só acompanhar as minhas reviews aqui no Matinê Cine&TV.

 

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 6º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.