[Review] The Walking Dead – 6×03 – Thank You

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Arquivo Pessoal/ Matheus Machado
Imagem: Arquivo Pessoal/ Matheus Machado

Difícil de escrever essa review, independentemente de qualquer teoria que exista, Thank You, é um dos melhores episódios de The walking Dead – não digo o melhor porque cada um tem o seu melhor.

Nesse trágico episódio vimos que TWD quis mostrar que é uma série sólida podendo conciliar vilões humanos e os zumbis. A produção conduziu todos os acontecimentos de maneira perfeita, fazendo com que tudo se encontrasse, ou na verdade se perdesse. A morte do Gleen e a rateada do Rick trouxeram duas possibilidades para a série se igualar ainda mais com a HQ. Primeiro a morte do Gleen pode ser o gancho para que a Maggie vá embora de Alexandria. Segundo, a hora que o Rick feriu a mão dele com certeza significa que logo veremos ele sem a mão, o que aconteceu há muito tempo nos quadrinhos.

Mesmo que os problemas entre os humanos seja um fator diferencial, os walker’s devem sempre ser os principais problemas, e desde a premiere do sexto ano nós estamos vendo que isso é um fato.

Além de trazer o ponto negativo da temporada, Thank You, também nos apresentou os próximos personagens a se consolidarem. Um dos pontos positivos foi que o Nicolas morreu , por mais que ele seja o causador da morte do Gleen – tal morte que ainda tenho esperanças de que não tenha realmente acontecido -, não há como negar que ele junto do Padre Gabriel são inúteis para a série. Foi muito bom ver o Rick assumindo a responsabilidade – é o mínimo ele fazer isso porque o plano era dele – e tenho certeza que a partir de agora o Rick vai voltar a ser o líder que faz com que todos sigam ele, mesmo tendo mudado tanto. Tivemos a Michone querendo ser aquela que todos nós conhecemos, tanto ela como o Daryl estavam um pouco apagados de uns tempos pra cá.

Falando do Daryl, foi nítido que ele anda um pouco perdido e confuso nos seus pensamentos. Mais um que precisa voltar a ser o que era é o Abraham, eu acho ele um personagem muito forte e espero sempre muitas coisas boas vindas da parte dele, mas confesso que não vejo metade das minhas expectativas. A Sasha dispensa comentários, não acho que ela contribua para nada, entre tanto ela vem desempenhando um papel importante, mas ainda não gosto dela.

Imagem: Arquivo Pessoal/ Matheus Machado
Imagem: Arquivo Pessoal/ Matheus Machado

Resta para nós superarmos o luto e ver o desenrolar dos acontecimentos, ver como será a volta para Alexandria, ver parte do plano do Rick dando certo e ver também como o próprio Rick vai ficar. A série vem para um novo recomeço e nada melhor do que fazer uma referência ao final do primeiro episódio da série, “Days Gone Bye”, onde vimos Rick preso dentro de um tanque do exército e uma horda gigante de zumbis rodeando-o no meio de Atlanta. Agora ele está preso dentro de um trailer e não tem o Gleen para ajudá-lo. Até a próxima review.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV, estudante de Jornalismo, leitor, cinéfilo e seriador. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek e Star Wars. Na TV The Walking Dead, Game of Thrones, Shameless, Jessica Jones são alguns dos seus favoritos.

Você também pode gostar