[Review] Arrow – 4×09 – Dark Waters

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV

Finalmente, a partir de agora é GUERRA.

Com aquele velho costume de fall season finale impactante, Dark Waters, veio para terminar com essa primeira e ÉPICA parte da série do Arqueiro Verde.

Em Dark Waters, Oliver, continua sua campanha política, onde dessa vez junto da sua equipe mobilizou toda a cidade à se juntar para limpar a Baía de Star City. Porém essa foi a oportunidade que Damien Darhk estava esperando para iniciar uma guerra pessoal com Oliver Queen. Enquanto o mutirão acontecia, um drone enviado por Darhk ataca com tiros a população. Já era esperado o ataque, pois no primeiro encontro de Oliver com Darhk, o vilão já havia deixado claro que se Queen não se juntasse a ele, estaria começando um confronto com a COLMÉIA.

Depois do ataque Oliver e sua equipe decidem revelar através da impressa quem é o líder dos Fantasmas. Claro que o místico vilão não deixaria nada dessa forma. Em uma festa preparada por Thea, onde se encontravam além dos amigos do Arqueiro, personalidades importantes da cidade, Damien decide atacar Oliver pessoalmente, mas o objetivo dele além de confrontar o candidato a prefeito era levar como prisioneiros as pessoas mais próximas de Oliver.

A partir daí o episódio toma um rumo totalmente dramático, pois se transforma em uma corrida contra o tempo de Oliver para achar Diggle, Thea e Felicity. Com a ajuda sempre necessária do Ra’s al Ghul, o Arqueiro Verde localiza seus amigos, mas ele decide não atacar e sim trocar de lugar com eles, mas depois de ser trapaceado por Darhk, Oliver se depara com sua noiva, irmã e melhor amigo presos em uma espécie de câmara de gás, como os nazistas usavam porém aprimorada, como o próprio Damien diz. Mais uma vez com a ajuda de Malcom e também Laurel, ele consegue solta-los e fogem.

Imagens: SpoilerTV
Imagens: SpoilerTV

Essa sequência rendeu a Dark Waters uma das cenas mais dramáticas entre o casal em toda a temporada. Ficou evidente o desespero estampado na cara de Oliver, pensando que ia perder seus companheiros. Ponto para Stephen Amell que conseguiu demonstrar mais uma vez que é sim um bom ator.

Essa veia política já fazia parte dos quadrinhos do Green Arrow, e isso era o que faltava na adaptação.

No fim do episódio o carro em que o casal protagonista estava sofre um novo ataque, ele é completamente alvejado por tiros por alguns fantasmas, e acontece o que muitos fãs já previam, Felicity aparentemente morre nos braços de Oliver. Todos lembram que no primeiro episódio dessa temporada, foi revelado que em algum tempo a frente aconteceria um velório que deixaria Oliver muito abalado, será o velório de Felicity?!

Eu tenho umas teorias bem loucas que envolvem Darhk, Felicity e o mundo sintético do vilão apresentado durante o episódio. Só nos basta esperar terminar o hiatus de Arrow para descobrirmos.

Já podemos esperar que com a morte confirmada ou não, já está declarada a guerra pessoal do Team Arqueiro com Damien Darhk.

Fato é que essa primeira metade da 4° temporada, para mim já é melhor que todas as temporadas anteriores juntas, porque resgatou aquela verdadeira essência do Arqueiro Verde dos quadrinhos, onde é envolvido ação, aventura e sentimento no mesmo personagem. Agora já temos certeza que aquele Oliver frio e contido das temporadas anteriores não existe mais. Torço para que assim continue na segunda metade dessa season.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
,

Comentários

Leonardo Santos – 22 anos – Fixado em HQ’s, séries e filmes baseadas em quadrinhos como Demolidor, Flash, Agents of Shield e Potterhead desde a infância. Apaixonado pelo jornalismo, viu a oportunidade de juntar as coisas que mais ama, se tornando um dos editores do Matinê Cine&TV.

Você Também Pode Curtir