[Review] Supernatural – 11×10 – The Devil in the Details

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV

O ano começou muito bem para Supernatural, com um episódio inteligente e cheio de humor mórbido, os Winchester voltaram com tudo em The Devil in the Details.

Focando inicialmente no Natal do nosso querido rei do inferno, Crowley, temos a oportunidade de conferir que Lucifer realmente retornou e já estava preparando essa volta a muito tempo. Vamos combinar que a animação de Rowena por passar a Noite de Reis com seu filho foi deprimente, mas toda a sequência foi cheia de humor e fofura, com aquela bonequinha miniatura do Sam, sinto cheiro de propaganda. Kkkkkkkk

Saindo desse momento família, voltamos para Lucifer sendo um ótimo anfitrião na jaula e tentando mais uma vez conseguir um “sim” de Sammy e sabemos que “O Diabo” é o mestre na arte de manipular e conseguir o que quer. Com isso, temos um passeio pelas lembranças de Sam, um Sam, que segundo Lucifer, não existe mais e ele está disposto a resgatar.

Paralelo a isso, temos Cas buscando informações sobre a suposta destruição da Escuridão (mas vamos combinar que algo tão poderoso não seria destruído com tanta facilidade) e Dean descobrindo que seu irmão caçula foi forçado a aceitar uma estadia em um lugar bastante conhecido pelos dois, o inferno.

É tanta coisa boa acontecendo nesse episódio, que eu queria detalhar e comentar cada cena, mas eu preciso que vocês assistam o episódio.

Temos a volta da dupla Crowley e Dean – como eu gosto dessa relação deles de amor e ódio – eles transcendem o termo “trabalho em equipe”, os dois juntos é diversão na certa e planos dando errados. Inicialmente eles conseguem passar a perna em Rowena, mas bruxa que é bruxa tem sempre um feitiço na manga e a mamãe do Rei do Inferno não seria diferente e mais uma vez está um passo a frente.

Em seguida temos o encontro de Cas e Amara, fiquei com pena do nosso anjo e com ódio dessa Escuridão, por culpa dela teremos aquele resultado final. Mas vamos combinar que a irmã de Deus é criativa, ela revolucionou o jeito de mandar uma mensagem.

Com todos da equipe  unidos, naquele ambiente caloroso, temos a tão esperada resposta de Sam, e que cena foi aquela. Finalmente o nosso pequeno  Alce cresceu. “Estou pronto para morrer. Estou pronto para ver quem eu amo morrer. Mas não estou pronto para ser sua cadelinha.” (Essa foi a tradução do site que assisti, mas adorei).

Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV

Então temos o plano B de Lúcifer, que teve como introdução uma luta bem animada, onde temos Dean, Castiel e Sam contra Lúcifer, regada com um pouco de sangue e muitos hematomas.

Mas o que é realmente imperdível é o show de atuação de Misha Collins nos minutos finais, eu já o admirava, mas agora realmente virei fã. Super ansiosa pelos próximos episódios. (Preciso do meu wifi de volta, urgente!)

Com uma morte já esperada, Supernatural terminou o seu primeiro episódio de 2016 com honras. E só nos resta aguardar o próximo episódio, torcer por muitas risadas, surpresas e mistérios.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
,

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream.
Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você Também Pode Curtir