Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

É pessoal, com certeza o melhor episódio da temporada, se não o melhor da série em suas seis temporadas. No Way Out consagrou as estreias de The Walking Dead mais uma vez.

“Sua propriedade agora pertence ao Negan.”

O episódio já começa com tudo, literalmente. Daryl levando Abraham e Sasha de volta para Alexandria, e durante o caminho alguns homens do Negan esperaram por eles. Cara finalmente tivemos o nosso Daryl de volta. Simplesmente mitando como costumava fazer há algumas temporadas atrás. Um dos personagens mais queridos da série realmente estava muito apagado nos últimos tempos. É evidente que as explosões estão dando certo em The Walking Dead, tanto que a bazuca explodiu o bando de motoqueiros prestes a matar Ab e Sasha. Depois de mais de dois meses retornar a temporada com um início desses, olha tá de parabéns.

O interessante foi, também, aquele fade nos segundos iniciais do episódio que combinado a trilha sonora deu um ar de tensão bem forte, transformando o formato que tentava trazer terror em um thriller pegando bem mais o psicológico. Isso vem funcionando bem desde a temporada passada.

O episódio foi tão bom que até o padre Gabriel foi bem, não foi chato, dessa vez o mi-mi-mi dele caiu muito bem, pela primeira vez desde que apareceu o padre está de parabéns. Outro detalhe que deu muito certo em No Way Out foi que os assuntos inacabados de Start to Finish – e os outros que precederam o último episódio de 2015 – tiveram a sua resolução. Essa questão me incomodou um pouco durante a temporada, acho que não é necessário você pegar um episódio pra dizer: “Foi isso que aconteceu com o Gleen, isso aqui aconteceu com o Abraham e a Sasha, essa é a história do Morgan…”. Talvez The Walking Dead poderia ter menos episódio se tivesse um dinamismo maior como foi nesse episódio.

Veja bem, quando twd entrou no seu hiato tínhamos três arcos em aberto: primeiro era o retorno de Gleen (cada vez mais perto da morte) e Enid para Alexandria, o resgate de Daryl com Abraham e Sasha e a invasão dos errantes depois que a torre caiu, quando Rick e companhia saíram de trenzinho cobertos por gosma de zumbi. Se isso tivesse acontecido no primeiro episódio da temporada vocês podem ter certeza que esses três plots seriam três episódios, desnecessário concordam? Gente, tudo pode ser mais simples e mais harmonioso, ou, perfeito como foi esse episódio. Eu realmente não cansei de ver e assisti mais uma vez.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Enfim, vamos em frente. Ao ver esse episódio eu me lembrei que muitos filmes de ação e de luta que envolvem três golpes em cada take  de cena, e The Walking Dead conseguiu adaptar isso muito bem matando três pessoas em três takes de cena. Gente eu fiquei atordoado com a morte da família da Jessie. Sério mesmo, foi algo que no momento me deixou em choque, o Sam sendo mordido, a Jessie parou e foi mordida e o maluquinho atirando no Carl e com a catana da Mishone atravessando o peito dele, foi muita coisa para digerir em poucos segundos. Essa cena foi o segundo grande momento do episódio por dois motivos: primeiro que o Carl ficando sem olho prova que o trabalho de Kirkman está sendo muito bem feito ao aproximar a serie com a sua HQ, e segundo, mas um pouco menos importante, a Mishone voltou ao seu “eu” verdadeiro. O pessoal que curte ela me desculpe, mas o mi-mi-mi dela já estava chato também.

O que aconteceu com o Carl foi o ponto mais alto do episódio com certeza, foi até meio nostálgico porque o Rick surtando de novo e saindo para matar os zumbis, foi digo de um protagonista foda – a palavra é o única que cabe para ele nesse momento, agradecemos ao uso da licença poética-.

6 temporadas e 8 episódios de The Walking Dead, foi o que demorou para vermos, mas ver mesmo, mostrando tudo da verdadeira batalha dos humanos contra os zumbis. Aí vocês podem lembrar lá da primeira temporada do Rick e o Gleen lutando com os errantes depois que a chuva estragou a camuflagem deles, algumas cenas nas florestas, o celeiro do Hershel, a limpeza da prisão, entre outras cenas. Mas dessa vez foi diferente, não foi o apenas o Rick ficando louco e matando os zumbis, foi o povo de Alexandria saindo das suas casas para lutar pelo que eles queriam, “vem, vem, vem, vem… vem pra rua, vem contra os errantes”, tipo isso. E eles destruíram todos.

Entendem que esse episódio teve um desenvolvimento perfeito? Tudo foi muito bem preenchido e resolvido, agora é arrumar a casa e se preparar para a chegada do Negan, que está cada vez mais próximo.

COMPARTILHAR
Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek, Star Wars, Marvel, DC Comics. Na TV The Walking Dead, Shameless, Jessica Jones, The Handmaid's Tale, entre outras, são algumas das suas favoritas.

Comentários