[Review] Blindspot – 1×12/1×13 – Scientists Hollow Fortune/ Erase Weary Youth

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV

Com as revelações dos episódios anteriores, Jane Doe encontra-se em um dilema, onde trair sua equipe pode ser a única solução para conseguir respostas. Em Scientists Hollow Fortune, conhecemos Charlie, um soldado considerado morto em missão, que após um ano e meio reaparece pelas ruas de Nova York cheio de paranoias, mania de perseguição e uma perda de memória bem oportuna.


As surpresas não param por aí, depois de capturado e passar por diversos exames os agentes descobrem que Charlie apresenta indícios de várias substancias químicas no sangue e uma delas é a já conhecida PIZ, mesma substancia utilizada para apagar a memória de Jane Doe, levando a dedução que estão lidando com a mesma equipe que sequestrou, treinou e tatuou Taylor Shaw.

As descobertas de Kurt e sua equipe, os levam a uma conclusão assustadora, eles estão lidando com uma associação que sequestram militares modelos e os submetem a experimentos torturantes, buscando criar soldados perfeitos, mais resistentes, fortes, velozes e obedientes. Juntamente com esses acontecimentos, temos Jane tornando-se muito apegada a esse caso, o que desperta lembranças do seu passado, nos deixando com a seguinte questão em mente: “Até onde Jane está envolvida?”.

A missão para achar os responsáveis pelos testes em humanos acaba se transformando em uma corrida contra o tempo e algumas vidas são perdidas pelo caminho. Isso acaba influenciando Jane a desconfiar de seus colegas do FBI e dos seus métodos de trabalho. Tomar uma decisão em meio a isso pode mudar a visão heroica que foi construída em torno dela. Com novos dramas, alianças e desconfiança surgindo, Blindspot terminou o 12º episódio com mais uma dúvida para ser colocada em nossa lista: O que é Orion?

As coisas andam complicadas para Taylor Shaw, além de só conseguir respostas que a levam a questionar mais ainda sobre o seu passado, em Erase Weary Youth, ela percebe que a situação não está ao seu favor. Durante o julgamento da espiã russa, que fazia parte da conspiração que matou o namorado de Petterson, a situação foge do controle. Com o surgimento da informação que há um delator dentro do FBI, a testemunha acaba sendo morta antes de ter a chance de revelar a identidade do informante e a agência inteira torna-se alvo de investigação.

É nesse momento que temos a volta do Inspetor-chefe Jonas Fisher da ERP, que vai fazer de tudo para provar que a unidade foi comprometida e precisa de uma nova direção. Prova disso é a medida de interrogatório adotada por ele, todos irão passar pelo polígrafo, sendo cuidadosamente observados em suas expressões e reações. Os esqueletos escondidos no armário começam a aparecer, outros são mais relevantes que alguns, mas nos deixando com três suspeitos: Jane Doe, Zapata e Mayfair. Os segredos serão revelados.

Imagem: SpolerTV
Imagem: SpolerTV

Enquanto isso, Agent Weller entra em ação para descobrir pistas que o levem ao verdadeiro culpado, mas as coisas não vão ser fáceis. Além de estarem proibidos de saírem das instalações do FBI, o traidor parece ter muita influência entre seus subordinados e as provas do Inspetor Fisher apontam todos os alvos para Jane. Quem não acreditaria que uma desconhecida é o elo mais fraco da equipe? As últimas atitudes de Jane tornam ela não apenas a principal suspeita, mas a única provável culpada.

Com todas as evidências contra Jane e com a confirmação da única testemunha, de que ela é culpada, Kurt Weller se desespera ao ver sua amiga sendo presa. Sendo considerado cego por não acreditar em sua culpa, ele vai até as últimas consequências para salva-lá, deixando sua equipe assustada com suas atitudes. Mas é a sua persistência que torna tudo mais emocionante nesse episódio, analisando palavras e situações que ocorreram durante o dia, Kurt finalmente descobre pequenas pistas, que o levam a montar um quebra-cabeça e revelar a imagem final. E que sequência final, foi intensa e surpreendente, apesar de deduzirmos algumas coisas durante o desenrolar da trama, ainda conseguiram nos surpreender.

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream. Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você também pode gostar