[Review] Gotham – 2×14 – This Ball of Mud and Meanness

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Mitologicamente foi um dos melhores episódios de Gotham porque focou completamente na saga do jovem Bruce Wayne, mostrou como sempre um pouco do nosso futuro Charada e focou muito bem no fim do tratamento do Pinguim.

Foi um dos melhores momentos da temporada, até fiquei surpreso em ver um episódio com 60% do foco no Bruce. O mais de legal desse episódio foi ver o nascimento de um espirito do “Batman” nele, claro que está muito longe de se tornar o Homem Morcego, mas os primeiros paços já foram dados. Ele fez um trabalho muito bom de investigação, aquelas lágrimas nos olhos do garoto não pareciam por medo, elas eram o resultado de uma combustão de sentimentos. Ódio, rancor, medo, receio, coragem, atitude, tudo junto em uma só pessoa que sabia o que queria e o que precisava fazer.

Foi muito Batman quando ele disse que o cara não era um monstro, mas sim apenas um homem e foi embora. Eu já sabia que o Bruce não ficaria com sangue nas mãos e que o assassino iria se matar, era o final previsto, mas toda a construção para esse climax, foi de tirar o chapéu. Ótimo episódio, assim como a maioria dos episódios dessa temporada.

Outro plot que foi explorado foi o do Pinguim, que teve seu tratamento concluído, na verdade a primeira fase de testes feita com perfeição. As cenas onde Oswald era torturado foram muito fortes, deu muita pena dele na hora. Para quem assistiu, como eu, deve ter achado um pouco tenso a mistura das alucinações com o que realmente acontecia. Só que em alguns momentos eu me perguntava se ele estava daquele jeito mesmo ou se era um bom fingimento. Sabemos como o Pinguim é sádico, mas será que é tanto assim? Pode ser que ele tenha amolecido, mas os ruas de Gotham devem trazer o verdadeiro Pinguim de volta.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Outra história que apareceu foi o início da busca pela Kristin, por causa da preocupação da Lee. O clima entre ela o Jim não está nada bom, mas torço para que melhore, eles ficam legais juntos, melhor que ele ficava com a Barbara. Com isso começando acontecer era óbvio que iriam questionar o Nygma, e que show ele dá quando aparece. Agora o Charada está começando a investir mais forte na sua área, dando as charadas de forma mais sombria e sádica. Vejo que ele se encaminha muito bem para a construção do vilão e aquele monólogo no meio da delegacia foi sensacional.

O episódio trouxe um conteúdo maravilhoso, cheio de qualidade com boas atuações e elementos que vão enriquecer ainda mais a história de Gotham para o futuro. Foi muito interessante ver uma espécie de versão feminina do Coringa. A mulher abria a boca para falar alguma coisa e eu só pensava em como ela se parecia com o Coringa. Foi muito bom, ótimo para falar a verdade. Continue assim Gotham.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek, Star Wars, Marvel, DC Comics. Na TV The Walking Dead, Shameless, Jessica Jones, The Handmaid’s Tale, entre outras, são algumas das suas favoritas.

Você Também Pode Curtir