[Review] Game of Thrones – 6×02 – Home

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Game of Thrones Brasil
Imagem: Game of Thrones Brasil

O Inverno está chegando e os heróis também.

De forma intensa, surpreendente e profunda, Home, foi um dos melhores episódios de Game of Thrones.

Logo no início do episódio aparece Bran Stark que continua com o seu treinamento com o Corvo de Três Olhos e é interessante ver que ele começa a exercer um papel de narrador que servirá para explicar pontos soltos da história e também para entender o passado. É retornando ao passado que Bran vê o seu pai, Ned Stark, treinando com o seu tio Benjen Stark ainda crianças, e sua tia Lyanna Stark que chega atraindo a atenção de Bran. Lyanna lembra muito outra heroína, Helena de Tróia, que também foi a causa de uma guerra. Bran reconhece Hodor, que nessa época chamava-se Wylis e também falava. Sua viagem é interrompida pelo Corvo, que  o alerta que é preciso cuidado para não se “afogar” em suas visões e não retorne mais.

No Castelo Negro a tensão continua porque Alliser Thorne dá um ultimato a Sir Davos. Quando eles estão invadindo o quarto onde está o corpo de Jon Snow, aparece Edd Doloroso com os selvagens salvando assim o dia.

Em King’s Landing, Montanha aparece e mostra que não vai permitir que ameacem ou zombem de sua rainha. Jaime questiona o comportamento do Rei com a mãe dele e pede que ele a veja. Tommen pede perdão e ajuda a Cersei. Jaime confronta o Alto Pardal, que apesar de usar de gestos gentis mostra uma personalidade perigosa.

Já em Meereen surge o Lannister que rouba a cena, Tyrion, que decide libertar os dragões após saber que desde que Daenerys foi embora eles não se alimentaram mais. O anão fez aquilo o que sabe fazer de melhor: beber. Tyrion usou de sua sabedoria, coragem e tolice, afinal só um tolo libertaria aquelas bestas. Quando ele os liberta toda a cena é bem tensa, mas tocante e emocionante. O poder da série é representado pelos dragões, Daenerys é a mãe dos deles, ou seja, o poder é dela por direito, mas isso não faz de Daenerys a pessoa que entenda e saiba usar esse poder; e Tyrion compreende muito bem tudo isso.

Arya se reencontra com Jaquen H’gar, que a testa e a tira das ruas. Gosto muito da personagem e gostaria de vê-la mais na série.

Em minha postagem anterior eu já havia comentado sobre o medo que eu sentia de Ramsay, sempre li e ouvi comentários sobre Joffrey ser um monstro, mas sempre o achei um garoto mimado e sem limites, mas vejo em Ramsay esse monstro que sente prazer em torturar e ver a dor de seus escolhidos. Pressionado com a fuga de Sansa e o nascimento de um novo herdeiro, Ramsay mata o seu pai e dá a sua madrasta e seu irmão recém-nascido para os cães se alimentarem, enquanto assiste a tudo. Ramsay estabelece-se como um vilão temido e odiado.

Sansa aparece rapidamente e tem notícias de Arya através de Brienne, Theon Greyjoy está indo para casa, que está sem senhor, pois Balon Greyjoy também foi morto por seu irmão Euron.

Imagem: Game of Thrones Braisl
Imagem: Banco de Séries

Sir Davos pergunta a Melisandre se não haveria algo para trazer Jon Snow da morte, mas ela diz que tudo que ela viu e tudo o que acreditou era uma mentira e o melhor é deixá-lo onde está. Sir Davos insiste que ela tente, então começa a sequência da cerimônia de ressurreição com uma Melisandre claramente descrente que banha o corpo, corta alguns fios dos cabelos e da barba de Jon. Ela usa a sua magia, pede, mas nada acontece, Jon Snow continua morto. Todos saem, só ficam o corpo e o lobo que levanta e quando a câmera mostra Jon ele volta, ou revive, ou ressuscita, enfim Jon está vivo.

Game of Thrones não é só uma história sobre mortes cruéis, cabeças rolando, esquartejamentos ou sexo, a série é também sobre a jornada de um herói ou de heróis em um mundo não tão colorido assim. O inverno está chegando e com ele os Caminhantes Brancos e a morte, mas os heróis também estão chegando. Eu vejo em Jon Snow um herói que tem a honra como a sua bandeira, se ele terá final feliz, não sei e nem creio, porque a maioria dos heróis geralmente são mártires. Mas em Home, pelo menos para mim, eu já tive um final feliz: Jon Snow voltou!

GoT¹.: Tyrion sendo Tyrion: “Sou amigo da sua mãe. Tô aqui pra ajudar. Não comam a ajuda.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Educadora, apaixonada por livros, séries e filmes. Gostaria muito de encontrar um portal e assim poder viajar no tempo por diversos lugares e épocas. Como ainda não achei viajo através das histórias dos vários personagens que encontro nesse universo maravilhoso e mágico de versos, rimas e letras.

Você Também Pode Curtir