[Review] Supernatural – 11×21/22 – All In The Family/ We Happy Few

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Com as revelações, do episódio Don’t Call Me Shurley, que deixou os fãs com lágrimas nos olhos, o drama continua em All In The Family nos mostrando como é ter Deus no time e quais são os planos do Onipotente em relação a sua irmã. Depois do discurso emocionante de Metatron, sobre a humanidade, o Todo Poderoso resolveu ajudar os Winchester, mas isso não significa que Ele concordará com as decisões dos irmãos.

Amara ainda busca a localização do seu irmão, e para isso, continua torturando Lúcifer, o filho amado, enquanto contínua atormentando a humanidade com sua névoa negra. Durante a contaminação de uma cidade, um professor de história sobrevive ao ataque e esse fato incomum chama a atenção de Dean e Sam, que resolvem investigar o caso. Com a descoberta de que Chuck não era um simples profeta de Deus e com a morte de Kevin, nenhum novo profeta foi despertado, mas isso está prestes a mudar. Durante as investigações, descobrimos que o sobrevivente não é apenas um professor sortudo, mas sim o próximo profeta do Senhor e pelos comentários um dos preferidos. Era a peça que faltava para dar continuidade ao plano dos Winchester.

Mas qual é o plano deles? Simples, e com muitas chances de dar errado, como sempre! Dean e Sam sabem que Lúcifer foi o principal aliado de Deus para aprisionar a Escuridão durante “A Criação”, e decidem repetir a jogada. Mas para isso eles precisam resgatar o anjo caído, e o Pai já deixou bem claro que não irá ajudar e não concorda em ter o filho por perto, fazendo com que os irmãos busquem alternativas, e se não temos Deus, acho que um profeta e um ex-anjo (Metatron) devem servir.

Com essa equipe de resgate, o plano é colocado em prática, e por incrível que pareça, tudo ocorre como o previsto. Mas não seria um plano estilo Winchester se tudo desse certo. Então quando chegamos nos minutos finais temos o elemento surpresa e um sacrifício inesperado, que me deixou orgulhosa, ao mesmo tempo, que me deixou com o coração partido. Foi incrível ver Deus atendendo orações depois de ter adotado a atitude “não vou mexer um dedo”, No final das contas ele se importa. Mas como será o encontro entre o Pai e o filho “pródigo”? Vamos descobrir isso no episódio We Happy Few.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

O penúltimo episódio da temporada de Supernatural está cheio de risos, lágrimas e perdão (nem tanto assim). Dean e Sam precisam resolver um grande problema, antes de destruírem Amara, “a reconciliação de Lúcifer e seu Pai”. O anjo caído não esconde o rancor que sente por ter sido traído e abandonado, e Deus, parece não ter experiência no requisito “pedir perdão”. Isso vai dificultar muito o trabalho dos irmãos em aproximar essas duas divindades. Protagonizando uma das cenas mais engraçadas e emocionantes dessa temporada (vamos combinar que eles guardaram todas as emoções para o final, e foi uma jogada inteligente). No estilo “Casos de Família” os verdadeiros sentimentos são colocados para fora e percebemos que escolhas que envolvem a família são cheias de sacrifícios e deixam cicatrizes profundas.

Depois de uma conversa franca e decisiva, temos o “Time Lord” colocando seu plano (suicida) em prática. Convocando bruxas, demônios e anjos presenciamos alianças se formando em busca de um objetivo em comum: salvar a humanidade. Antes disso ainda temos, Dean admitindo em voz alta que sente algo por Amara e não consegue mata-lá. Tanto que vemos uma cena bastante “chocante”, onde Sam têm que segurar seu irmão que é atraído como um imã para Amara quando a vê machucada. Outro ponto importante, foi a explicação para o sumiço de Miguel e a decisão de Sam, que pela primeira vez, não foi persuadido por seu irmão a mudar de ideia. Na verdade Dean aceitou com uma certa facilidade, o que causou um certo espanto.

Muitos estavam se perguntando sobre a força da Escuridão, como até agora ela não tinha feito nada “surpreendente”, e esse episódio provou que a irmã de Deus é realmente poderosa e indestrutível. Ela não está disposta a ser morta ou aprisionada e agora, que a irritaram, todos irão conhecer a extensão do seu poder.

Com um final chocante e que deixou diversas perguntas no ar, o último episódio da série promete ser épico e surpreendente. Algumas fotos já foram liberadas e têm causado especulações e curiosidade. Apesar de comentários de que Deus têm decepcionado com sua performance, acredito que seremos recompensados no episódio dessa semana, fora que, o Todo Poderoso está sendo retratado de uma forma nova e humana, indo contra tudo aquilo que achamos saber sobre Ele. Isso é uma jogada corajosa, e por enquanto, bem agradável de se ver.

Dia 25 de Maio, quarta-feira, seremos presenteados com a season finale da 11˚ de Supernatural, e as minhas expectativas estão altas. O que vai acontecer com a Escuridão? E com a marca? Deus morreu ou não? Castiel voltou? O que Rowena viu? Como Amara destruirá o mundo? Teremos mais sacrifícios? Qual serão as pistas sobre a 12˚ temporada? Teremos personagens novos? São essas e mais outras milhões de perguntas que esperamos responder essa semana.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream. Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você também pode gostar