[Review] Outlander – 2×08 – The Fox’s Lair

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Outlander Livros e Séries Brasil
Imagem: Outlander Livros e Séries Brasil

“Vá em frente, estupre a minha mulher. Quando ela acabar com você eu entro para catar os seus pedaços.”

Depois do episódio arrasador da semana passada, Claire e Jamie estão de volta à Escócia a procura da cura para as suas cicatrizes e sofrimentos, junto ao amor de Jenny, Ian, das crianças e das pessoas queridas que completam a sua família. Em Lallybroch  aproveitam a calma, a rotina na lida com a terra e com a casa para planejarem o futuro.

Infelizmente para o nosso casal nada é fácil e problemas batem à porta de sua casa. Na verdade, esse problema tem nome e sobrenome: Príncipe Charles Stuart. Apesar de todas as tentativas de Jamie e Claire para arruinarem os seus planos, o Príncipe Charles não desistiu da sua ideia de retomar o trono e através de uma carta de Jared, o primo de Jamie, eles são informados que Charles está na Escócia liderando um exercito e divulgando a sua intenção de lutar pela independência da Escócia. Ele pede o apoio dos clãs em sua missão, e o pior de tudo é que nesse documento, Charles falsifica a assinatura de Jamie, declarando-o um dos seus apoiadores, ou seja, Jamie torna-se um traidor da Coroa Inglesa.

Claire está evidentemente com medo por saber como irá terminar essa rebelião e o que ela provocará ao povo e ao país. Descrente depois de tudo o que aconteceu em Paris, ela sugere que eles fujam para a Irlanda ou para as Colônias. Mas Jamie insiste que ele deve ficar e lutar, lembra que ela provou que pode mudar os fatos e salvou vidas através do seu conhecimento. Ele ainda reforça que juntos podem mudar e salvar vidas. Claire diz que alguém falou que a definição de insanidade é fazer as mesmas coisas repetidas vezes e esperar por resultados diferentes. Jamie diz que não sabe quem disse isso, mas aposta que ele jamais viajou através do tempo.

Jamie precisa arranjar mais apoio para a causa, então ele diz que é preciso convencer o Lorde Lovat a juntar-se a sua causa. Jenny ao ouvir isso fica indignada e discute com Jamie por ele querer pedir um favor a Lorde Lovat, pois ele é conhecido por apoiar qualquer um que encha os seus bolsos. Ela diz que não é apenas uma humilhação pedir ajuda, mas também uma tolice porque a Velha Raposa, que é o avô deles e que em outros tempos tentou raptar a mãe deles para impedir o casamento com o pai de Jamie e Jenny por ter uma rixa com os Mackenzie, e que ele não faz nada que não seja para o seu próprio benefício e que isso sempre tem um preço.

No quarto Jamie diz a Claire que não foi totalmente sincero com ela, pois o pai dele era um bastardo que foi reconhecido por Lorde Lovat, mas um bastardo, filho de uma cozinheira e que foi criado no Castelo Beaufort. Ele diz que foi covarde porque teve vergonha, Claire diz que isso não tem importância e o chama para cama, e convenhamos que isso realmente é importante e não quem é o bastardo. Ah, apesar da passagem curta e rápida, Lallybroch sempre se mostrou fértil para o nosso casal.

Durante a noite, Claire acorda com a voz de Jamie e percebe que ele não está na cama, vai ao encontro da sua voz e o encontra segurando a bebê, a sua sobrinha recém-nascida nos braços e falando em gaélico: “Eu tenho um papel a cumprir. Seu papel garotinha é crescer forte e feliz. Nunca se esqueça que sua família está com você, todo o tempo, mesmo quando você não os vê. Seu avô e sua avó, tio Willie, eu, tia Claire. Estamos nas árvores, nas rochas, nos sons e nos odores deste lugar…”

Jenny aparece e diz que a bebê não conseguia dormir e nem Jamie, como ele queria fazer as pazes pensou que eles poderiam fazer companhia um para o outro. Ela fala também que as pessoas podem falar com um bebê de uma forma que não podem falar com mais ninguém, pois podem mostrar o seu coração sem precisar escolher palavras ou deixar de dizer qualquer coisa e que é um conforto para a alma. Diz que Claire sabe disso porque as mães falam com seus filhos antes deles nascerem, mas que os homens precisam esperar até que nasçam e segurar no colo para sentir isso. Foi uma cena belíssima, repleta de amor, vendo Jamie um homem tão forte e grande totalmente entregue a emoção e a ternura, ver Jenny sendo irmã e amiga compreendendo muito bem a dor que eles sentiram; e Claire olhando para eles com lágrimas nos olhos pensando com certeza em Faith. Impossível não se emocionar.

No dia seguinte, Jamie e Claire partem para a casa da Velha Raposa e combinam de se encontrar mais tarde com MurtaghFergus e as tropas do Príncipe Charles. Ao chegaram no Castelo Beaufort, eles encontram com o tio de JamieColum Mackenzie que veio tentar persuadir Lovat a ficar neutro na guerra que se aproxima porque acredita que a derrota é certa, como sempre Colum demonstra a sua inteligência e sensatez. Lorde Lovat, que foi muito bem interpretado por Clive Russell,  não se deixa convencer quando ao questionar Jamie e ele ter de admitir que o Príncipe Charles na verdade não tem o apoio da França, assim duvidando da capacidade de Charles de ser vitorioso. Simon, o filho da Velha Raposa, ainda tenta ajudar Jamie, mas o seu pai não lhe dá a mínima atenção.

Claire tem a desagradável surpresa em encontrar Laoghaire que se mostra arrependida por ter acusado Claire de bruxaria e quase a ter feito ser queimada. Claire diz que não sente ódio, mas tem pena dela. Bem, no final dessa postagem vou discorrer um pouco mais sobre essa personagem, mas já adianto que ela não me desce.

Jamie chega a conclusão que o seu avô vai pedir algo em troca por seu apoio e assim é porque ele pede que Jamie escolha entre Lallybroch ou a virtude de Claire, sabendo que os escoceses são supersticiosos e que seu avô não foge a regra, ele conta que Claire é uma Dama Branca com poderes sobrenaturais, que faz com que a Velha Raposa se afaste de Claire, mas não o convence a apoiar Charles.

Claire tem a ideia de ajudar Simon a se fazer ouvir pelo seu pai e quer fazer dele um homem confiante e por incrível que pareça, a forma mais rápida é através de Laoghaire e a convence em ajudá-lo dizendo que estará ajudando a Jamie. Pelo amor de Deus Claire!!! Enfim, enquanto Simon e Laoghaire conversam, Claire se encontra com uma feiticeira que trabalha para a Velha Raposa e que diz a Claire ter visto Lovat ser executado no fim da guerra que se aproxima, mas não sabe quem será o vencedor.

Quando Jamie está prestes a dar a posse de Lallybroch para o seu avô, Claire lembra da conversa que teve com a feiticeira e encena que teve uma visão em que o Lorde Lovat é executado pelos escoceses quando estes tornam-se os vitoriosos da guerra. Mas a Velha Raposa insiste que será neutro e Simon demonstrando atitude, afirma que mesmo que seu pai não apoie, ele lutará ao lado de Jamie.

Imagem: Outlander Livros e Série Brasil
Imagem: Outlander Livros e Série Brasil

Na manhã seguinte Jamie e Claire estão se preparando para partir, Jamie se despede de seu tio Colum, pede para que ele volte para casa e que não se envolva na guerra. Claire ao ver a “coisinha”, quer dizer Laoghaire, pede a Jamie para agradecer a ela pela ajuda com SimonJamie diz que não tem porque agradecer, mas Claire insiste que vá deixando a “coisinha” suspirando de prazer.

Quando estão partindo são surpreendidos pela Velha Raposa que encontrou um plano melhor, se eles perderem vai afirmar que o filho foi contra as suas ordens, convencendo alguns soldados a lutar. Ele agradece a Claire, porque assim ele ficará bem tanto com a Coroa Inglesa por não ter apoiado Charles e também com Charles, pois o seu filho e seus homens vão apoiá-lo. Muito esperta essa Velha Raposa, detestável, mas esperta.

Depois dos dois últimos episódios com todas as fortes emoções que trouxeram, era de se esperar que esse fosse mais tranquilo, mas Outlander está cada vez mais dinâmico e com muitas coisas acontecendo, mesmo que tenha parecido em algumas vezes um tanto arrastado. Há alguns pontos que já me incomodavam antes e que neste episódio em particular me incomodou profundamente. Eu entendo que é uma adaptação baseada na obra de Diana Gabaldon, mas a série conta a história de uma personagem muito forte e leal que abandona tudo por seu amor verdadeiro. Mas quando alteram a essência desses personagens e a essência do amor que existe entre eles é preocupante. Com o Jamie da série já haviam esses nuances em sua personalidade, faltava a esse Jamie mais o amor devotado por Claire, o bom humor e atitude de líder, por isso gostei muito do Jamie desse episódio, o guerreiro e líder, que impõe a sua opinião e  luta por aquilo que acredita mesmo quebrando a cara. Não gostei nada de ver essa Claire sendo manipuladora com Alexander Randall e até mesmo com Jamie, imagine então, ao vê-la usar a “coisinha” da Laoghaire em seus planos e depois pedir que Jamie fosse agradecer a ela. A Claire dos livros jamais faria isso porque ela sempre é descrita como uma pessoa verdadeira que não consegue mentir, manipular e usar os outros. Além de ser uma mulher inteligente e não iria acreditar naquele falso pedido de desculpas, porque sejamos sinceros a “coisinha” só quer usar o Jamie. Acredito que tenha sido um meio que os roteiristas utilizaram para o plot da história futura que virá na próxima temporada (e que a Starz confirme logo essa renovação). Mas confesso que começo a temer pelas mudanças que estão sendo feitas.

Mas volto a afirmar que Outlander é uma série fascinante e apaixonante com atores maravilhosos, com uma das personagens femininas mais fortes, com aventura, drama, um herói encantador e uma história de amor inabalável e inesquecível. E eles estão de volta à linda Escócia, com velhos e queridos personagens, com a guerra chegando e com ela muitas emoções.

OUT¹ : Amei a abertura da série, sempre a achei linda, no começo da temporada quando inseriram versos e imagens francesas já foi maravilhoso; agora aparecem imagens novas da guerra e também de Claire no século XX.

OUT² : Como não amar Fergus querendo ir com eles para a guerra, dizendo que Claire disse que o lugar dele era com eles e Jamie concordando com ele, e pedindo para obedecer a Murtagh, mas lembrando que ele era o General. Amo Fergus com toda a sua fofura e a essa família tão diferente e especial.

OUT³ : Volto a dizer amo Jamie líder com seu kilt e repleto de testosterona.

Nota do autor para o episódio:
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Educadora, apaixonada por livros, séries e filmes. Gostaria muito de encontrar um portal e assim poder viajar no tempo por diversos lugares e épocas. Como ainda não achei viajo através das histórias dos vários personagens que encontro nesse universo maravilhoso e mágico de versos, rimas e letras.

Você Também Pode Curtir