Imagem: Reprodução/ Adoro Cinema

Essa semana estava sem saber o que assistir e não lembrava de ter visto Amor Sem Escalas, nem sabia sobre o que era o filme e vi ele bonitinho no catálogo da Netflix só esperando pelo play. Moral da história: que filme sensacional (10/10 como andam dizendo), traz uma mensagem muito bacana, faz uma crítica a tecnologia e aos meios de comunicação como poucos.

Amor Sem Escalas é um filme que eu indicaria para qualquer amigo, por isso estou trazendo ele para o Matinê Sugere de hoje. Realmente me impressionei muito com o filme, pois ele foi lançado em 2009, mas sua temática é tão atual que me deixa de queixo caído. Trata-se da vida de Ryan Bingham, que trabalha em uma empresa que é contratada exclusivamente para demitir funcionários de outras empresas. Então o personagem passa o ano todo viajando de ponta a ponta dos EUA para demitir muitas pessoas. Nisso ele enfrenta todo o tipo de reação possível quando entrega a má notícia, é até algo meio duro de se fazer e impossível você assistir o filme sem se imaginar no lugar daquelas pessoas.

É bem interessante que em determinados momentos do filme nós temos a presença de depoimentos reais, que complementam de forma impressionante a história. Outro contra ponto muito bem feito é quando a jovem Natalie Keener é apresentada a história, trazendo a revolucionária ideia de que para ajudar a empresa a economizar com passagens aéreas, hotéis e outros gastos eles resolvem implantar um sistema de demissão via Skype (é outro programa, mas fica mais fácil de exemplificar). Nesse momento nós temos um contraste muito legal entre a experiência de Ryan, que mesmo sabendo que seu trabalho é quase desumano, ainda assim vê dignidade em ir até o local e falar cara a cara que uma pessoa está demitida. E por outro lado a inexperiência de Natalie acha mais cômodo demitir alguém por uma vídeo conferência, fazendo deste serviço algo brutalmente desumano.

Imagem: Reprodução/ Adoro Cinema
Imagem: Reprodução/ Adoro Cinema

Fora que o longa traz toda a filosofia de vida do Ryan, que tem um objetivo de vida bem bizarro, em boa parte do filme, mas quando ele tenta encontrar um verdadeiro destino para sua vida e seus objetivos, parece que o próprio destinho o coloca de volta ao avião, e assim temos um drama maravilhoso, com um romance legal, tendo a participação deslumbrante de Vera Farmiga, provando a atriz sensacional que é. Amor Sem Escalas não é um filme apenas de romance, acho até que o “amor” está em segundo plano no filme porque essa presença de mensagens de vida, filosofia de vida (também) e crítica aos meios de comunicação (levantando conceitos superinteressantes sobre dignidade) são muito mais fortes que esse romance.

Por esse motivo o Matinê Cine&TV traz para você nesta semana o filme Amor Sem Escalas, protagonizado por George Clooney, Vera Farmiga e Anna Kendrick.

E aproveite que ele está disponível na Netflix, o que já facilita bastante.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 4º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.