“Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira”
“Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira”
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

“Retire todo o sangue dele, antes que o coração dele pare.”

The Last Ship desde a sua primeira temporada nos garante pelo menos uma coisa: eles não dormem em serviço. Com mais um episódio bombástico, a série conclui em dois episódios um arco que levaria meses em outras séries.

Nesse episódio somos introduzidos novamente à ação frenética que The Last Ship sempre nos oferece. Logo após o avião onde Valkyrie estava explodir, Tom, Wolfman e Sasha correm para se livrar do exército de Peng, que está perseguindo eles. O bom disso tudo – sim, saiu uma coisa boa disso – é que Sasha começa a ter sua história explorada, pois para despistarem e saírem do território chinês, Sasha e companhia devem chegar até o apartamento da sua amiga cheia de segredos, Jesse.

Chegando ao local, já descobrimos por meio de Jesse, que Sasha participava de uma resistência contra o governo de Peng, mas que logo depois subiu ao poder junto com ele. Fazendo, ainda não temos certeza disso, tráfico e entrega de informações, já que Jesse acusa Sasha de ser informante de Peng. Sasha nega, mas com certeza ela deve ter feito algo do tipo para participar do governo Peng.

Sem mais delongas Tom e companhia correm até o local onde Jesse tem um helicóptero que os tirará de lá, e no meio disso temos mais perseguição e cenas para lá de tensas, como na parte onde o governo chinês para o carro da Jesse. Confesso que fiquei nervoso, mas deu tudo certo e eles conseguiram chegar ao helicóptero e sair da ilha, amém. Foquem aqui porque isso lá na frente vai ajudar e muito a tripulação do Nathan James.

O principal deste episódio é claramente o cuidado que os sequestradores, da tripulação do Nathan James que estavam na boate, têm em não deixar seus reféns morrerem ou perderem sangue. Essa parte do sangue é polêmica, já que vemos no final do episódio que o Mason aparentemente está morrendo – e deve morrer – e os sequestradores estão drenando todo o sangue do seu corpo. Na minha opinião devem estar atrás da cura presente no sangue, tirando assim dos Estados Unidos o controle sobre a cura. E o Peng deve estar por trás disso, que fique claro que o Peng é o responsável de tudo de ruim até agora, para quem ainda não se tocou.

“Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira”
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

Outras coisas que merecem ser lembradas também é que o atual Presidente dos EUA está sofrendo pressão de outros chefes do governo, e podem apostar que isso daqui alguns episódios vai gerar tretas malignas. Rebeliões, Impeachment (risos). Claro que o sofrimento do Danny e Carlton em tentar chegar ao Nathan James também merece ser lembrado né, e com eles chegamos à cena de ação principal do episódio e também ao final.

Após sofrerem bastante e tentarem tirar informações de alguns capangas que atacaram a boate no Vietnã – e falharem – Danny e Carlton resolvem ir de lancha até o local determinado para ataques, onde o Nathan James ficaria. Assim eles conseguem avisar por meio de sinalizadores, ao Nathan James, que eles estavam bem e precisavam de ajuda, mas para piorar tudo os inimigos apareceram e começaram a persegui-los. Um desses tiros acerta o Carlton. Nesse momento pensei: deu ruim clã. Mas maravilhosamente Tom e companhia chegam de helicóptero e acabam com os inimigos que estavam perseguindo o barco da pobre dupla solitária. Com isso o helicóptero pousa no Nathan James, vemos alguns reencontros, já que Tom finalmente voltou ao seu lugar, seu habitat, e tenho certeza que ela vai voltar a comandar a tripulação no próximo episódio.

Agora nos resta esperar pelo próximo episódio, mas se tiver o ritmo que esses dois tiveram, teremos uma temporada tão boa quanto a segunda. Não se esqueçam: Rachel não morreu. Tenho fé. Mas se ela tiver morrido mesmo, vou ficar muito triste. E sobre o Peng: Morra. Sobre a Jesse: Não confio em você. Sobre a Sasha: Toma cuidado. Sobre o Tom: Não morra. E claro, sobre a retirada do sangue do Mason: deixem o menino morrer com o sangue no corpo pelo menos.

Nota do autor para o episódio:

[yasr_overall_rating size=”medium”]

COMPARTILHAR
Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.