[Review] The Last Ship – 3×04 – Devil May Care

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

The Last Ship passou neste domingo o 4° episódio da sua atual temporada, e para o nosso deleite temos Tom Chandler e companhia frente a frente com o Presidente da China, Peng. Confiram a review abaixo.

Com o final do episódio passado nós tínhamos uma certeza: as coisas não estão fáceis para o atual governo dos Estados Unidos. Em Devil My Care temos uma maior participação do presidente Jeffrey e sua equipe, tentando conter os estragos feitos pela transmissão dos tripulantes sequestrados do Nathan James em rede nacional.

O episódio começa justamente do ponto que terminou na semana passada, e claro, todos estão surtando com a transmissão. A mídia está na cola do governo estadunidense. Vemos claramente que o repórter Jacob Barnes está tentando mostrar como o governo mentiu para a população sobre o sequestro da tripulação, e está dando certo. O Presidente, obviamente, pede ajuda aos líderes locais para manterem a calma da população. Mas creio que as coisas só vão ficar piores nos EUA.

Na minha opinião esse plot do governo está ficando cansativo, mas não tenho dúvidas que quando chegar no ápice das manifestações contra eles, podemos ter um desenrolar na história que pode perdurar até uma possível quarta temporada. Basta o pessoal que produz a série saber aproveitar os acontecimentos que estão por vir.

Mas saindo dos Estados Unidos e indo para Ásia, vemos que o vídeo pode ter trazido prejuízo pro governo, mas com certeza trouxe esperança para Tom salvar os membros sequestrados da sua tripulação. No vídeo o capitão Mike, fala o seu número de série, porém o que não sabíamos era que tudo foi uma jogada da tripulação sequestrada. Alguns dos seus números de série foram trocados, percebendo isso, Tom descobre que são coordenadas que levam até um arquipélago, com muitas ilhas, porém antes de tentarem salvar seus amigos, eles precisam reabastecer o navio. Mas nós sabemos que não existe esse negócio de tarefa fácil em The Last Ship. E o porto mais próximo está na costa da China, que por ordem do Peng, estão sendo guardados pelo seu exército.

Sem outras escolhas Tom bola um plano maroto que é nada mais, nada menos do que invadir a casa do Presidente Peng. Gente, convenhamos, esse Tom é meio louco né? Apesar de tudo, eles conseguem realizar a façanha sem nenhuma preocupação – no começo – e tem a nossa linda Jesse com seu helicóptero aguardando por eles na hora da fuga. Na maior tensão eles adentram a mansão do presidente da China e graças a um programa que a Valkyrie instalou no sistema do Peng, lá nos primeiros episódios da temporada, Sasha consegue controlar tudo na mansão. O que mais gostei foram as cenas de diálogo entre o Peng, Tom, Wolfman – que está com muita raiva pela morte da Val – e a Sasha dentro do gabinete presidencial da China. Claramente vemos um Peng surpreso e com medo por ter sido enganado tão facilmente pelos seus inimigos, e uma Sasha esbanjando atitude, falando na cara do Peng que traiu mesmo, não tá nem aí e ele que se cuide, pois ela só está começando. Deu até falta de ar na hora.

Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

Após ser ameaçado pelo Wolfman, Peng manda seus militares liberarem o acesso do porto para o Nathan James. Outra coisa que Tom conseguiu ao invadir o gabinete de Peng foi um mapa cheio de ilhas riscadas com um “X”, e o presidente da China explica que ele também está caçando o Takehaya. Isso diminui o número de ilhas que Tom precisa vasculhar em busca dos seus amigos.

Se foi fácil invadir a mansão, por outro lado sair dela não foi nada legal. Na saída um dos agentes do Peng – mais especificamente aquele que lutou com o Wolfman no episódio passado – percebe que tem algo de estranho com o Presidente e encurrala Tom e sua equipe, bem quando eles iam saindo pela porta da frente da mansão. Confesso que fiquei pensando: “como assim você invade a casa do cara e quer sair de boa pela porta da frente, que está cheia de guardas?” No fim tudo deu certo e Tom foi liberado por Peng, pois eles possuem um inimigo em comum: Takehaya.

Para finalizar não podemos deixar de falar dos pobres tripulantes do Nathan James que ainda continuam sequestrados e tendo seu sangue drenado pelo Takehaya, que finalmente revelou que tem interesse no sangue deles, pois ele foi contaminado um dia pelo vírus e levou um tiro, sofreu uma transfusão de sangue de uma pessoa que tinha tomado a cura e se sentiu melhor, mas o efeito não é permanente. Então, ele precisa de sangue com a cura sempre, pois por algum motivo a cura enviada pelos EUA não está funcionando.

Infelizmente chegamos ao final do episódio com uma reviravolta. Foi genial o que o Mike fez pra passar suas coordenadas para o Tom, mas o Takehaya descobriu bem no final do episódio, e avisa que o pobre capitão sequestrado acabou de mandar seus amigos para a morte.  E o pirata não mentiu. Quando Tom está se aproximando das ilhas que restaram no mapa, minas aquáticas começam a explodir, e o Nathan James se encontra agora em uma emboscada, que eu sinceramente não estava esperando. Se eles irão conseguir sair desta, só os roteiristas sabem. Só nos resta esperar ansiosamente pelo próximo episódio.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.

Você Também Pode Curtir