Imagem: Reprodução/ Banco de Séries
Imagem: Reprodução/ Banco de Séries
Imagem: Reprodução/ Banco de Séries

A segunda temporada de Fear The Walking Dead retorna no início no próximo dia 21 de agosto, e os episódios iniciais do segundo ano série permearam em uma grande confusão, pois a série ainda não sabe o que irá fazer.

Para mim o grande barato da série era o fato de fazer algo diferente de The Walking Dead, devido a liberdade criativa, pois seria muito mais interessante ver algo que não ficasse dependente um vilão. A season finale da primeira temporada foi o episódio mais promissor da série, tivemos um confronto com os walkers e uma morte muito bem orquestrada. Mas a premiere da nova temporada condenou a série a um grande vício.

A partir agora o tema será sobreviver e se livrar de vilões, infelizmente FearTWD buscou isso desde o início da nova temporada, até que os vilões chegaram. Mas até isso talvez não seja o verdadeira problema, pois com a exceção de Alicia, Nick, Strand e Daniel os outros personagens fazem um mal terrível para a série, que insiste em uma dupla descartável de protagonistas. Sinceramente Madison e Travis são duas mortes em potencial, Chris é um menino chato e mimado, que está despertando sua veia assassina, e isso é bom, mas precisa mudar muito ainda.

O plot de Strand nesses episódios foi bem interessante e descobrir um casal homossexual foi um surpresa muito agradável e deixou a história do personagem ainda mais interessante. O problema foi a forma que finalizaram isso, a adega é foi um novo celeiro e isso termina na morte dos walkers que lá estão e com a fuga do grupo a procura de um novo abrigo. Sendo assim Daniel é o Gleen da série, e Chris o Shane, então já pode morrer logo depois disso.

Imagem: Reprodução/ Banco de Séries
Imagem: Reprodução/ Banco de Séries

Que o roteiro da série é um grande problema nós não temos dúvida, mas ainda acredito que algo bom possa sair de FearTWD. É bem visível que em algumas coisas eles estão indo bem, por exemplo, Travis já sabe que todos estão doentes e quem morrer irá se transformar. Nick já sabe se camuflar dos zumbis, é nojento, mas é interessante e engraçado ver ele no meio dos walkers, e ao mesmo tempo bizarro ele tentando conversar com um deles (lembrando o quão ridículo foi o zumbi nadando.). A segunda metade da temporada não promete nada de novo ou de extraordinário. A esperança é que realmente começem a definir o propósito da série, alguns personagens precisam morrer e novos devem surgir, pois se continuarmos apenas com esse núcleo de pessoas Fear The Walking Dead terá vida curta, pelo menos na minha grade. Uma segunda opção e tornar esses erros (Travis, Chris, Maddy) em bons personagens, o que vai demorar algum tempo, e acho que sem bons personagens FTWD não irá segurar uma história envolvente por muito tempo.

O ciclo do roteiro não se renova, e a única novidade da série é se passar em localidades diferentes, mas os problemas se repetem com conflitos internos, falta de confiança nos próprios membros, o surgimento de vilões e uma história que mostra tudo o que já vimos. O retorno da temporada vai definir como será o seguimento de Fear The Walking Dead, e dessa vez não posso garantir que venha algo bom por aí.

Fear The Walking Dead retorna com episódios inéditos dia 21 de agosto. No Brasil a série é transmitida pelo canal pago AMC, com exibição simultânea com os EUA.

Veja o promo do oitavo episódio da temporada logo abaixo.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 6º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.