‘The Last Ship’ deixa sua trama cada vez mais política, mas continua ainda mais interessante

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Crítica do episódio Scuttle (3×10) da terceira temporada de The Last Ship
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

Os navios já deixaram de ser movidos a vapor há muito tempo, porém The Last Ship contraria este fato histórico. A trama da série está a todo vapor (deem risada, por favor) e eu simplesmente estou amando. No episódio desta semana o foco foi totalmente no golpe de estado nos EUA e também no Nathan James pós-ataque chinês.

Nos EUAKara em uma jogada pra lá de inteligente, antes de fazer qualquer coisa contra o golpe, ela resolve proteger seus familiares. Eu sinceramente achei que a personagem soube muito bem utilizar da sua inteligência, que para quem não lembra, é uma das características dela lá na 1° e 2° temporada. Ela foi logo tirando suas dúvidas e vendo em quem podia confiar, logo descobrindo que Alisson é uma das mentoras do golpe. Após isso, Kara busca ajuda com o repórter Jacob Barnes e de um dos seus amigos que trabalham na Casa Branca.

No Nathan James a presença de 2 tripulações diferentes com 3 comandantes abordo não resultou em algo diferente: diferença de ideais. O capitão do navio que foi afundado não concordou com as táticas de Tom, em querer continuar perseguindo Peng, resultando em um golpe no Nathan James apoiado pela Casa Branca, tirando Chandler do poder, mas é claro que uma tripulação desse nível não ia ser párea para a tripulação do nosso querido Nathan James. Em reviravoltas emocionantes, Tom reassumiu o poder, já com o conhecimento de que os EUA está comprometido e um golpe está em curso por lá.

O episódio foi muito legal. Seu ponto principal foi a forma como mostraram as característica de um golpe. Primeiro você precisa do apoio de muitas pessoas poderosas, depois você precisa do apoio do exército ou de alguma fonte de poder armado. Em seguida você começa a mudar as leis, depois você começa a silenciar a mídia e por fim a eliminar cada um que é contra o seu modo de governo.

Tudo ficou tão claro e bem representado nesse episódio, que tive prazer de assistir a toda essa trama política. Kara indo buscar ajuda do Jacob, mostra o quão desesperada ela está, pois sabemos que Kara nunca gostou de Jacob e até atribuiu um pouco da culpa do “suicídio” do falecido Presidente Jeff Michener a ele, porém agora ela precisa de todo o apoio que conseguir. E creio que no episódio que vem já teremos o Tex aparecendo para se juntar a essa resistência.

Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/Rubens Oliveira

Deu para perceber que como eu disse na crítica do episódio anterior, a trama da série está dividida agora. De um lado temos o golpe em curso nos Estados Unidos e do outro temos Tom e sua tripulação lutando contra Peng. A forma como Tom ficou sabendo do golpe nos EUA foi totalmente inesperada para mim, pois parecia que ele ia receber uma ligação sofrida da Kara e aí sim teria toda aquela comoção de ir ajudar a companheira, que está sofrendo nas mãos do próprio governo que estava participando. Entretanto a forma como Tom descobriu não foi ruim, foi até legal, pois conseguimos ver um pouco das táticas de defesas e criptografia utilizadas na marinha e também descobrir sobre julgamentos realizados em forças armadas, neste caso a temida ‘Corte Marcial’.

Esse episódio foi realmente muito bom, ele focou somente em 2 lugares, não teve nenhuma cena de luta, nenhuma cena de ação super emocionante ou explosões, mas mesmo assim foi ótimo e desenvolveu bastante a trama, explorando bem os personagens e suas ambições neste momento de crise. Agora vamos esperar até semana que vem, porque se este episódio foi bom, o próximo será de matar.

Você também gostou do episódio? Participe e venha mergulhar nos mares de The Last Ship conosco.

TLS¹: Esse exército da Alisson é super eficiente (ironia). Kara e Jacob acabam de ser anunciados como assassinos de dois líderes do governo e passam de boa por um esquadrão de militares sem nenhum problema.

Nota do autor para o episódio:
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.

Você Também Pode Curtir