Especial Black Mirror – Existe justiça na vingança?

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Arquivo Pessoal/ Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/ Rubens Oliveira

Black Mirror acaba apresentar o seu melhor episódio até o momento. Quantos sentimentos vieram à tona após ver esse balde de verdades sendo jogadas na sua cara? Não há como não se surpreender com a qualidade dessa série e este episódio com certeza ficará marcado para sempre na memória.

Em White Bear vemos a história de Victoria, que do nada acorda em um quarto completamente bagunçado e não sabe quem é ou onde está. Conforme vai recuperando os sentidos e a memória, ela percebe que a sociedade em que está pode ser mais perigosa do que imagina, e as pessoas mais estranhas do que o comum.

O que aconteceu nesse episódio foi radicalmente inusitado, algo que jamais poderia esperar, ou pelo menos não queria. White Bear traz uma crítica confusa, deixando difícil de entender se era sobre a sociedade alienada ou a justiça social (ou popular). Ao decorrer dos acontecimentos pode-se entender que a crítica é sobre fazer justiça com as próprias mãos. Conforme a trama foi se desenvolvendo, as verdades sobre essa sociedade bizarra e o passado de Victoria foram vindo à tona, tudo começou a se encaixar. Victoria foi cúmplice no assassinato de uma garotinha e tinha filmado toda a tortura que seu marido fez com a pobre menina.

O que aconteceu com a Victoria neste episódio não foi justiça. Foi um jogo doentio e sádico. Fazer a personagem ser submetida à tortura psicológica e reviver todos os dias os seus pecados, sem ao menos se lembrar dos seus crimes, não é justiça e nunca será. E as pessoas que cometem tal ato são tão ruins quanto a própria criminosa.

Imagem: Arquivo Pessoal/ Rubens Oliveira
Imagem: Arquivo Pessoal/ Rubens Oliveira

O que mais choca é que tudo foi feito dentro da lei. Essa sessão de tortura pública em forma de show é realizada em um parque, que diz “fazer justiça”. É realmente doentio e aterrorizante como tudo isso que foi mostrado é a nossa realidade. Essa visão não está em um futuro distante, nós já estamos vivendo ela. Todo dia você ouve notícias de pessoas linchadas por boatos, bandidos amarrados em postes e tudo isso é disseminado nas redes sociais, em forma de entretenimento. Nós vemos esse tipo de coisa e comentamos “Bem feito! Quem mandou fazer isso?” e nos sentimos satisfeitos, pois na nossa mente a justiça foi feita.

As pessoas desejam que o estuprador seja estuprado, que o assassino seja assassinado e que o ladrão seja morto pela polícia. Essa ideia de “justiça” já está fundamentada na nossa sociedade. Porém, existe sempre o outro lado da história e os seus atos de justiça podem impactar na vida de outros. Isso é um problema grave que existe na sociedade e que pode vir a desencadear grupos extremistas, como aconteceu com o Nazismo na Alemanha e a Ku Klux Klan nos Estados Unidos.

Todos cometem erros e odeiam ser julgados por isso, não é mesmo? Então vejo este episódio como o que mostrou essa consciência extremista já difundida na sociedade e como temos que mudar nossas atitudes. Esse foi o melhor episódio de Black Mirror.

Avaliação

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.

Você também pode gostar