Crítica| Lucifer – 2×02 – Liar, Liar, Slutty Dress on Fire

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

A vida é uma caixinha de surpresa! Você procura incansavelmente por algo e não consegue encontrar, mas quando menos se espera a solução pode cair pela sua porta (ou elevador). E foi assim que a caçada de Lucifer terminou (ou apenas começou).

Depois de incansáveis horas procurando por sua mãe, sem encontrá-la, a sorte bateu a sua porta, seguida por um rastro de sangue. Lucifer não acredita na inocência repentina da mãe, que assumiu o corpo de Charlotte (Tricia Helfer), e por isso se empenha para resolver um misterioso assassinato, provando que sua querida progenitora merece e deve voltar para a prisão no inferno.

Durante a busca de informações somos presenteados com ótimas cenas cômicas, que retratam bem a relação de mãe e filho. Charlotte ainda está aprendendo sobre as manias humanas, o que a coloca em algumas situações que causam vergonha e constrangimento para seu filho, Lucifer. Amo mesmo essa humanização do divino, não parece tão surreal.

Liar, Liar, Slutty Dress on Fire é um episódio sutil. Apesar de ter tantas coisas acontecendo, o foco dessa segunda temporada, que é a relação conturbada de mãe e filho, não se perde no meio do caminho. E sinceramente gosto dessa direção mais “dramática” que o plot central da série está tomando.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Com certeza não perdeu-se o ar cômico, mas começo a sentir um aprofundamento na trama. Lucifer está em um dilema: ele pode ou não confiar na pessoa que deveria ser seu porto seguro? Ao mesmo tempo em que temos Maze com medo de perder sua posição e Amenadiel se tornando menos angelical e enlouquecendo por causa disso. É como se os demônios mais profundos deles estivessem os confrontando e atormentando sua existência. Enquanto isso, temos Chloe, que mesmo com sua “insignificância” por ser apenas uma humana, consegue influenciar, com suas atitudes e discussões, as decisões do ex-rei do inferno. Isso é muito interessante, principalmente pelo fato de mostrar o “poder” da humanidade e como estamos em constante aprendizado, pois somos limitados.

Essa temporada têm se tornado mais interessante a cada episódio. Esse joguinho psicológico de tentar comover e depois mostrar as garras é algo que gosto de ver. A grande aquisição do momento, a mãe de Lucifer, faz muito bem isso, durante todo episódio te conquista com seu jeito cômico, demonstra arrependimento e amor por seus filhos, mas nos minutos finais revela aquele sorriso meio diabólico.

Lucifer vai ao ar toda segunda-feira pela FOX nos Estados Unidos.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, , , ,

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream.
Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você Também Pode Curtir