O que é o ‘Macusa’ e tudo que precisa saber sobre a instituição de ‘Animais Fantásticos e Onde Habitam’

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Variety
Imagem: Variety

Animais Fantásticos e Onde Habitam está cada vez mais próximo de seu lançamento mundial e todos os fãs da saga Harry Potter estão com a ansiedade nas alturas para o novo filme. Por isso iremos apresentar para vocês algumas histórias que é vocês “precisam” saber antes de ir ver o longa, começando com o Congresso Mágico dos Estados Unidos da América (Macusa, sigla em inglês).

O Congresso Mágico dos Estados Unidos da América, conhecido por bruxas e bruxos norte-americanos pela sigla Macusa, foi criado em 1693 com o ideal de mais liberdade para os bruxos que viviam na América. O Macusa se baseou no Conselho de Bruxos da Grã-Bretanha (antecessor do Ministério da Magia). Os líderes do Macusa foram escolhidos entre representantes de diversas comunidades bruxas espalhadas pela América.

O grande objetivo inicial do Macusa era prender bruxos corruptos (Purgantes) que vieram fugidos da Europa para a América. O primeiro presidente da organização foi Josias Jackson, um bruxo rigoroso e que todos botavam fé em sua autoridade para tomar as decisões necessárias para trazer paz à comunidade bruxa na americana.

Para conseguir a paz que tanto queriam, a primeira ação do presidente Jackson foi recrutar e treinar aurores. Estes são responsáveis por cumprir obrigações perigosas e estavam cientes de que poderiam pagar com a própria vida o preço deste cargo. Os 12 aurores originais até hoje tem um grande lugar na história bruxa norte-americana e os seus descentes são pessoas de muito poder e grande prestígio.

macusa_logo_415x235
Imagem: Harry Potter Wikia

Os doze aurores originais foram Guilherme Fischer, Teodardo Fontaine, Gondulfo Graves, Roberto Grimsditch, Maria Jauncey, Carlos Lopez, Mungo MacDuff, Córmaco O’Brien, Abraão Potter (sim, um parente distante de Harry Potter), Bertilda Roche, Helmut Weiss e Caridade Wilkinson. Dentre todos, somente Caridade Wilkinson (que se tornaria a 3° presidente do Macusa) e Teodardo Fontaine (seu descendente, Agilberto, é o atual diretor da Escola de Magia e Bruxaria de Ilvermorny, que é a Hogwarts dos EUA) ficaram vivos até a velhice.

Mesmo com o Macusa, o continente americano continuou sendo um ambiente hostil para os bruxos (o que já era de se imaginar, se formos realistas sabemos que os países americanos tem um histórico um tanto grave de preconceito) e ao contrário do que ocorreu na maioria dos países ocidentais, não houve cooperação entre o governo não-maj (outro nome para os trouxas) e o Macusa. Após trocar diversas vezes de lugares, o congresso foi transferido para Williamsburg, em 1760, sendo comandado por Thornton Harkaway. O novo presidente Harkaway criava cães mágicos e após alguns morderem os não-majs e os fazerem ser taxados como loucos, Harkaway teve que deixar o cargo. – Curiosidade: Williamsburg foi a primeira cidade nos Estados Unidos a ter um hospital dedicado às doenças mentais.

Um dos maiores debates já realizado pelo Macusa envolvem tanto a comunidade bruxa norte-americana como a britânica, durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos. Após severos debates, a decisão de ambos os lados foi ficar ausente e não interferir nos assuntos dos não-majs (trouxas). Mesmo assim o Macusa celebrou juntos com os não-majs a independência do país.

Em 1790, a Lei Rappaport, que leva o nome da então presidente, Emília Rappaport, entrou em vigor obrigando a separação da comunidade bruxa da dos não-maj. Essa lei, terrível, foi resultado de uma violação ao Estatuto Internacional de Sigilo da História, quando a filha do Chanceler do Tesouro e Dragotes de Rappaport e o descendente de um Purgante quase expuseram a existência da magia para o mundo todo. A lei proibia casamento e até mesmo amizade entre as duas comunidades.

Imagem: Variety
Imagem: Variety

Após mudar de sede mais vezes, o Macusa então achou lugar em Nova York. A sede agora se encontra no edifício Woolworth Building e abriga bruxos e não-majs, mantendo a separação entre as duas comunidades por meio de um encantamento poderoso. A única marca visível da nova localização secreta do Macusa é uma coruja entalhada na entrada, que serve como aviso para os bruxos. Na década de 1920, onde o filme Animais Fantásticos e Onde Habitam irá se situar, o congresso ainda tinha em vigor a terrível lei citada anteriormente e por mais que a organização tenha se baseado nos moldes da organização da britânica, as diferenças entre ambas eram bem consideráveis. Uma das mais notáveis era a penalidade por crimes graves. Enquanto bruxas e bruxos britânicos eram enviados para Azkaban, os piores criminosos na América eram executados – associando a maneira de governar dos EUA, com  “cultura” da pena de morte.

Na década de 1920, a presidente do MacusaSerafina Picquery será interpretada pela atriz Carmen Ejogo), da cidade de Savannah. O Departamento de Execução das Leis da Magia é dirigido por Percival Graves (que será interpretado por Colin Farrell), respeitadíssimo descendente de um dos doze aurores originais.

Animais Fantásticos e Onde Habitam estreia no dia 17 de Novembro aqui no Brasil e fiquem ligados no site para novas informações sobre o filme e novos artigos sobre o mundo mágico na América do Norte.

FontePottermore

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.

Você também pode gostar

Comments are closed.