this-is-us-s01e06-hdtv-x264-fleet-mkv_snapshot_37-37_2016-11-07_17-24-09_733x400
Imagem: Arquivo Pessoal/ Rubens Oliveira

Mais um episódio novo de This Is Us já foi ao ar e como de costume, a série continua sua caminhada rumo ao sucesso absoluto.

No episódio desta semana: “Kate vai a uma entrevista de emprego que parece perfeita até de mais. Randall se pergunta se seguiu o caminho certo com relação a sua carreira profissional. Rebecca e Jack não sabem o que fazer quando Randall é diagnosticado como uma criança superdotada.”

Esse episódio trouxe algumas revelações bem inquietantes sobre os personagens principais e seus relacionamentos. No caso, Kate e o relacionamento com sua mãe, Rebecca. Foi triste descobrir que Kate e Becca não se falam mais, no presente, em decorrência de problemas do passado relacionados ao peso de Kate. Afinal a menina sempre admirou a mãe, por ser magra e queria ser igual ela, o que acabou levando-a a sentimentos reprimidos que se transformaram-se em ódio. Mas o mais legal foi ver que Kate reconheceu que ela estava errada e que se arrepende muito, pois isso custou o seu relacionamento com a sua mãe.

Kate também teve que lidar com o novo emprego e as razões de ter sido contratada. Afinal sua nova chefe estava querendo que ela resolvesse de alguma forma sua má relação com a sua filha, por achar que por Kate ser gorda teria uma maior afinidade com a garota. Foi uma bela que a Kate tomou, pois ela não estava ali para resolver problemas familiares e sim para trabalhar, colocar em prática suas habilidades. E toda essa situação remeteu a relação entre Kate e Rebecca.

this-is-us-s01e06-_415x235

O Kevin vem ganhando cada vez mais destaque e o rapaz está com um arco bem interessante. Olivia (Janet Montgomery) conseguiu fazer com que Kevin superasse seus problemas com atuação, afinal agora ele não está mais em um programa de TV e sim em um teatro onde as interpretações precisam ser verdadeiras. O fato dela levar ele para um memorial de um desconhecido foi muito engraçado e o mais legal é que conseguimos ver um lado mais sério do Kevin. Esse memorial despertou sentimentos, no Kevin, em relação a morte do seu pai, Jack, o que nos ajudou a entender um pouco mais sobre a morte do rapaz e como Kevin reagiu a isso. Pelo visto Jack morreu quando ele era adolescente.

Randall é claramente um dos melhores personagens do drama. Não tem como não se embalar da alegria dele e do seu jeito de ser. A crise de meia idade chega pra todo mundo e para ele chegou quando percebeu que suas filhas gostavam mais de saber sobre o que o seu avô biológico, William, fazia do que sobre o que ele faz no trabalho. Foi muito legal ver o porquê dele gostar de trabalhar em escritórios – algo que seu pai adotivo, Jack, odiava.

Como todo episódio da série, tivemos mais temas sociais sendo mostrados e discutidos. No caso de Jack e Rebecca, eles tiveram que lidar com o fato de Randall ser superdotado, mais inteligente que as outras crianças, e isso trouxe uma bela de uma discussão interessante sobre inclusão social. Jack não queria colocar seu filho adotivo e negro, na década de 1980, numa escola onde só pessoas brancas de maioria rica estudavam. Porém, ele também estava privando Randall de uma oportunidade, reforçando ainda mais a segregação social que tanto nos atormenta até hoje. No final foi muito bom ver que o Jack percebeu o que era melhor para o seu filho e o diálogo entre ele e o Randall foi bem emocionante.

O que acharam do episódio? Deixem seus comentários a baixo e não se esqueçam de que a série passa todas as terças nos Estados Unidos e ainda não está sendo exibida aqui no Brasil.

Avaliação

[yasr_overall_rating]

COMPARTILHAR
Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.