O Despertar da Bela Adormecida, de Don Hahn, traz parte da história do cinema que precisa ser vista

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
belaadormecida
Imagem: IMDB

Os anos 80 sempre são lembrados com carinho por aqueles que viveram à época, mas foi onde o mais famoso estúdio de animação, Walt Disney Picturesviveu o seu pior momento. Cinco animações estrearam na década de 1980: O Cão e a Raposa (The Fox and the Hound, 1981), O Caldeirão Mágico (The Black Cauldron, 1985), As Peripécias do Ratinho Detetive (The Great Mouse Detective, 1986), Oliver e sua Turma (Oliver & Company, 1988) e A Pequena Sereia (The Little Mermaid, 1989). A maioria teve uma bilheteria pequena e até hoje são pouco lembrados pelo público em geral – com exceção de A Pequena Sereia.

O documentário dirigido por Don Hahn (Fantasia 2000) tenta trazer ao público, histórias e bastidores da época mais sombria da Disney. O filme traz entrevistas com grandes nomes da indústria cinematográfica como John Lasseter (Toy Story) Ron Clements (A Princesa e o Sapo), e nos seus 86 minutos de projeção, inspira, entretêm e emociona.

Estranhamente, o filme estreou em 2009. Enquanto o documentário tenta mostrar a chegada da Disney até o seu renascimento, no mesmo ano o estúdio passava por uma reformulação com a chegada de A Princesa e o Sapo (2009). Desde então o estúdio permanece estável, com filmes aclamados e bilheterias que passam a marca do 1 bilhão. Extremamente sensível, Waking Sleeping Beauty, é uma parte importante da história do cinema que merece destaque.

Essa é a dica do Matinê Cine&TV para você, O Despertar da Bela Adormecida.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, , , , , , ,

Comentários

15 anos. Ainda vive o drama do ensino-médio e tenta em todo tempo livre ler um bom livro, assistir series e admirar um pouco mais a sétima-arte.

Você Também Pode Curtir