Crítica | Shadowhunters – 2×01 – This Guilty Blood

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
2ª temporada de Shadowhunters começa melhor que a primeira
Shadowhunters (Freeform/Netflix)
Imagem: Banco de Séries

This Guilty Blood começa horas depois dos acontecimentos season finale da 1º temporada, com Jace presenciando as consequências dos planos de Valentine e provando que sua lealdade ainda não foi totalmente conquistada. Durante as primeiras cenas fica evidente a mudança deste novo ano: as Lâminas Serafim perderam a aparência iluminada e plastificada. Agora as armas são aparentemente de ferro e com runas cravadas na lâmina.

Outra mudança, significativa, foram as runas queimadas na pele dos Shadowhunters, que perderam o aspecto e a cor avermelhada da primeira temporada, e se tornaram tatuagens de cor preta, dando uma visibilidade melhor dos desenhos no corpo. Essas mudanças ficaram mais visualmente mais confortáveis e deram maior credibilidade a produção da série.

A evolução da personalidades dos personagens já começa a aparecer. Simon, perdeu aquele ar medroso e dramático, depois de ter se transformado em vampiro seus momentos cômicos foram bem mais convincentes e engraçados, deixando o personagem mais simpático. Além de deixar sua jornada de descoberta mais interessante.

Victor Aldertree, o novo chefe do instituto, mostrou sua personalidade manipuladora, cínica e nada sensibilizada com a relação entre Jace, Alec, Clary e Isabelle. A Clave está desesperada para achar um culpado e amenizar seus erros em relação à Valentine, e Jace se tornou o alvo disponível, com motivo suficiente para ser caçado – vivo ou morto. As mudanças de Magnus também foram perceptíveis, física e magicamente. Além de ganhar músculos e um corpo bem definido, a magia dele ficou bem mais discreta, e sua personalidade mais séria.

Para os fãs de Malec, os casal teve momentos bem tensos nesse primeiro episódio. Começar um relacionamento em meio a uma guerra não é recomendável, mas não é impossível. O casal descobrirá coisas novas, errando ou acertando, mas buscando construir uma relação de confiança onde ambas as partes vivam inúmeras experiencias.

Shadowhunters (Freeform/Netflix)
Imagem: Banco de Séries

Jocelyn estava melhor dormindo. A atitude dela no final do episódio só serviu para torná-la inimiga de Clary e distanciar Jace dos seus amigos. Jocelyn praticamente empurrou Jace para os braços de Valentine, – fazendo demorar ainda mais para recuperar o parabatai de Alec.

This Guilty Blood foi um ótimo episódio de apresentação para a nova fase da série, com efeitos especiais melhores, personagens mais maduros, cenas bem coreografadas, um enredo menos cansativo, interações mais dinâmicas e com um ar mais sombrio e adulto.

Vale lembrar que os episódios de Shadowhunters são disponibilizados um dia após a estreia na Netflix. O 1º episódio foi liberado às 6:00 da manhã (horário de Brasília) para os assinantes da Netflix.

Avaliação

(Muito Bom)

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream. Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *