Crítica | Shadowhunters – 2×03 – Parabatai Lost

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Shadowhunters apresentou uma história tocante em Parabatai Lost
Shadowhunters
Imagem: Banco de Séries

Com a capacidade de surpreender, emocionar e conquistar, esse episódio se tornou o mais marcante entre as duas temporadas.

As buscas por Jace tiveram consequências alarmantes, principalmente para Alec que luta por sua vida. Preso em um coma, o rapaz relembra os seus primeiros momentos com Jace, suas dúvidas, os sentimentos e os medos antes de aceitá-lo como Parabatai. Durante esse tenso momento, tivemos ótimos diálogos e situações que facilitam ainda mais o apego com os personagens, por exemplo, os momentos com Magnus. Não é segredo que o feiticeiro rouba a cena e faz isso sem esforço nenhum. Mas tivemos várias facetas dele nesse episódio, sendo suas cenas com Jocelyn (onde ela finalmente escutou verdades sobre seu egoísmo) e com Alec, que melhor demonstram seu medo de perdê-lo.

Foi um episódio para mexer com as todas as emoções. Jace foi perseguido e machucado, mas mesmo assim, ele não perdeu a personalidade forte e destemida. No primeiro encontro com sua mãe, ele demonstrou toda sua revolta contra Jocelyn.

O elenco feminino foi muito bem representado neste episódio. Destacando a ótima estreia da lobisomem Maia, que se mostrou uma oponente perigosa e leal. A atuação de Izzy fica cada vez melhor, ainda mais quando demonstra poder e domínio com o seu chicote e prova que fará de tudo pelo bem estar do irmão.

O clímax do episódio, com toda a certeza, foi o juramento Parabatai feito por Jace, nos momentos finais, na tentativa de salvar a vida de Alec. Sem dúvidas, foi uma cena poderosa, as emoções foram maravilhosamente transmitidas, o jogo de imagens e flashbacks deram o sentimentalismo necessário para demonstrar a profundidade e importância do laço que existe entre os dois, tudo muito bem montado e encenado.

Parabatai Lost foi um ótimo episódio, além de trazer mais esclarecimento sobre a infância de alguns dos protagonistas. Ele demonstrou que o amor é capaz de enfrentar os piores desafios e fazer sacrifícios dolorosos, demonstrando que Shadowhunters tem muito potencial e história para contar.

Avaliação
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream.
Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você Também Pode Curtir