A Bela e a Fera | Arrecadação mundial passa de US$700 milhões em apenas 12 dias em cartaz

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

 

A Bela e a Fera chegou aos cinemas no último dia 16 de março conquistando o coração dos fãs, e parece que o bolso também. O filme que traz Emma Watson como protagonista ultrapassou, hoje, os US$710,5 milhões de bilheteria, somando a arrecadação doméstica  e a internacional – a informação é do Deadline.

Sendo assim o remake em live-action de clássica animação da Disney deve atingir facilmente a marca de 1 bilhão de arrecadação mundial – e vale lembrar que o filme está em cartaz há 12 dias. Com os números de bilheteria atualizados e com o tempo que o filme está em cartaz, A Bela e a Fera já possui resultados melhores do que os outros live-actions do estúdio – Cinderela, Malévola e Mogli – O Menino Lobo.

Leia a crítica de A Bela e a Fera.

“Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado por uma Fera e decide entregar sua vida ao estranho, em troca da liberdade do progenitor. No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.” diz a sinopse oficial.

O filme conta com a direção de Bill Condon (A Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte 1 e 2). Emma Watson (Bela), Dan Stevens (Príncipe/Fera), Luke Evans (Gaston), Gugu Mbatha-Raw (Plumette), Ewan McGregor (Lumiere), Emma Thompson (Mrs. Potts), Ian McKellen (Cogsworth), Kevin Kline (Maurice), entre outros nomes compõe o elenco.

A Bela e a Fera já está em cartaz nos cinemas nacionais.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Editor-chefe e criador do Matinê Cine&TV é estudante de Jornalismo, leitor, cinéfilo e seriador. Declarado fã de Harry Potter e O Senhor dos Anéis, Matheus, adoraria viver um apocalipse zumbi em TWD, ou lutar contra os exércitos de Westeros em GoT, mas se contenta em assistir essas e outras dezenas de séries na vida real.

Você também pode gostar