Crítica | Riverdale – 1×10/11 – The Lost Weekend/ To Riverdale and Back Again

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries

Após alguns episódios que me fizeram questionar se Riverdale era mesmo uma boa série, voltamos a ter esperanças com The Lost Weekend e To Riverdale and Back Again.

Em The Lost Weekend tivemos mais um episódio fora do plot central da série, mas diferente dos anteriores, neste tivemos grandes momentos. Quando Betty (Lili Reinhart) decidiu fazer uma festa de aniversário para Jug (Cole Sprouse), já era possível imaginar que alguma coisa ia dar errado, mas mesmo assim fui pego de surpreso.

O embate entre Veronica (Camila Mendes) e Cheryl (Madelaine Petsch) no jogo foi maravilhoso, e Chuck, para se vingar de Betty pelo que aconteceu lá no início da temporada, contou para todos que há uma parte obscura na personagem, coisa que havia sido esquecida pelos roteiristas até agora. Assim, se Cheryl pensou que ficaria por cima, ela estava muito enganada. Veronica impressionou quando deduziu que a garota era a assassina do próprio irmão por conta de um incesto que acabou quando Jason se apaixonou por Polly (Tiera Skovbye).E de essa for a verdade, vou bater palmas para a ousadia dos roteiristas – porém, não deve ser bem isso.

Ainda nesse episódio, tivemos todo o drama de Archie (K.J. Apa), sendo difícil de acreditar que mesmo depois da mãe abandonar ele durante dois anos, ele fez cara de choro quando Fred (Luke Perry) decidiu recorrer ao divórcio. Não tem como defender o protagonista. O personagem é o mais fraco do núcleo principal – isso que ele é considerado “O” protagonista –. Por outro lado, essa aproximação dele com Veronica pode fazer as coisas fluírem melhor para o personagem.

Imagem: Banco de Séries

Enquanto o episódio anterior focou nos conflitos entre os adolescentes, To Riverdale and Back Again voltou com o plot central e se tornou o melhor episódio da série até aqui.

Toda a dúvida de Veronica, onde ela acha que o pai é responsável pela morte de Jason (Trevor Stines), é válida, mas após esse episódio reforço que foi a própria família do garoto que mandou apagar o rapaz. As chances disso realmente acontecer são de 50%, tanto para o “sim” como para o “não”, mas continuo apostando no sim.

Enquanto víamos o jantar que Alice (Mädchen Amick) preparou para Jones (Skeet Ulrich) com o intuito de investigar se ele era o responsável pela morte de Jason a mando do pai de Veronica, Archie e a garota investigavam o trailer do homem e constatavam que ele era inocente. A dupla vai para o baile e Betty percebe que há algo de errado quando vê os dois conversando com Alice e enquanto os dois se apresentam, e assim, Betty aguarda para colocá-los contra a parede. Vimos, também, a polícia chegando no trailer com um mandato de busca e em seguida encontrando a arma do crime nas coisas de Jones, notícia que logo chega para Jug no momento em que o garoto descobre sobre a traição dos amigos, incluindo Betty, por não ter falado nada sobre o verdadeiro motivo do jantar. E enfim temos certeza que alguém colocou a arma lá, já que Archie tinha revistado o quarto e não havia nenhuma caixa no roupeiro.

Por outro lado, na casa dos Blossom, após a ameaça sutil de Penelope (Nathalie Boltt), vimos Polly induzir a Cheryl a irem no quarto dos pais dela com a desculpa de pegar algumas joias para ir ao baile, onde elas acabam achando o anel de noivado que Jason lhe entregou e fazendo a grávida confirmar ainda mais suas suspeitas contra os sogros. E sim, isso é muito suspeito, já que está na cara que eles não são boas pessoas. Então parece que o pai de Veronica é inocente, pelo menos na questão do assassinato.

O episódio também confirmar que Cheryl é a personagem mais complexa da série e sabe muito bem o perigo que Polly está correndo, já que ao contar a mentira sobre ter se livrado do anel para seus pais, ela deixa nítido que também não confia naqueles que a botaram no mundo.

Avaliação

 (Ótimo)

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, , , , , , ,

Comentários

Futuro pedagogo e jornalista. Apaixonado desde sempre por televisão, música e cinema. Criador do blog ‘Jurandir Dalcin Comenta’ que completa cinco anos neste ano.

Você Também Pode Curtir