Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV
Imagem: SpoilerTV

Parece que Barry Allen e sua turma estão com problemas de segurança em Central City.

Neste terceiro episódio de Arrow tivemos como principal ameaça mais um meta-humano com poderes um tanto “legais”, que inclusive a própria Felicity bravamente enfrentou.

Tivemos também a volta do núcleo mais sombrio da série, que é Nanda Parbat. Ali aconteceram as cenas mais emocionantes, como a necessidade de sangue da Thea, a revolta de Nyssa para com o novo Ra’s Al Ghul e claro, o ressurgimento de Sara Lance.

Esse universo místico e superpoderoso está diferenciando bastante esta temporada das anteriores, e isso me agrada bastante, pois é uma nova aposta que a produção da série arrisca. Claro que não seria nada interessante ver mais uma vez Oliver e sua equipe correr atrás de um traficante de drogas ou de armas. Graças a isso o episódio ficou claramente mais sombrio o que vinha fazendo bastante falta desde sua premiere.

Eu continuo empolgado para ver o desenrolar da temporada, sei que está apenas no começo, mas já tenho vários “por quês” e “o ques” precisando de resposta.

COMPARTILHAR
Leonardo Santos - 25 anos - Amante da cultura POP, séries, cinema, noveleiro e potterhead desde a infância. Apaixonado pelo jornalismo, viu a oportunidade de juntar as coisas que mais ama, sendo editor do Matinê Cine&TV.