Ray Fisher como Cyborg em Liga da Justiça | Crédito: Warner Bros. / IMDb

Na tarde desta quarta-feira (01/07), o ator Ray Fisher usou a sua conta no Twitter para revelar e denunciar atitudes abusivas do diretor Joss Whedon durante as filmagens de Liga da Justiça. O intérprete do Cyborg no filme, disse que o comportamento do cineasta foi “abusivo” e “completamente inaceitável”. Confira o que Fisher falou na rede social.

“O tratamento que Joss Whedon seu ao elenco e à equipe no set de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, antiprofissional e completamente inaceitável. Ele foi apoiado, de muitos modos, por Geoff Johns e Jon Berg. Responsabilidade > Entretenimento” – disse Ray Fisher em tweet.

Recentemente o ator se retratou sobre um vídeo publicado por ele no Twitter, quando aconteceu o painel de Liga da Justiça na San Diego Comic Con de 2017. “Eu gostaria de usar esse momento para me retratar de cada pedaço deste momento”, disse o interprete do Cyborg no tweet. O vídeo (veja aqui) mostra Fisher elogiando Joss Whedon, que na época foi contratado para finalizar o longa-metragem, substituindo Zack Snyder que foi afastado do projeto por problemas pessoais.

Jon Berg, um dos produtores do filme que tem o nome mencionado na acusação do ator na rede social, rebateu o comentário (via Variety). Berg afirmou que as palavras de Ray Fisher são “mentiras categóricas”, dizendo ainda que tais comportamentos não seriam permitidos. Segundo o produtor, em um determinado momento o ator ficou chateado por ter que falar a palavra “Booya” nas gravações. Até o momento o restante do elenco, Joss Whedon e a Warner Bros. não se pronunciaram oficialmente sobre o caso.

Rumores

Depois do tweet publicado por Ray Fisher, a youtuber Grace Randolph afirmou que foi a primeira a relatar que Gal Gadot não queria filmar uma determinada cena do filme. Ela se refere ao primeiro embate entre Liga da Justiça e Lobo da Estepe, onde Flash (Ezra Miller) salva a Mulher-Maravilha, e ambos caem, com ele deitando em cima dela e com o rosto nos seus seios.

Veja a cena:

Pelo Twitter, a criadora de conteúdo falou: “Duvido que possamos obter detalhes de Ray Fisher sobre Joss Whedon, mas aqui está um que eu fui a primeira a relatar: Gal Gadot não queria filmar esta cena, então Whedon fez isso com uma dublê. É por isso que não vemos o rosto dela”. O rumor ganhou mais força quando o fotógrafo Jason Laboy respondeu o tweet afirmando que Whedon trancou a dublê em uma sala, ameaçando a sua carreira caso ela não filmasse o que é visto no vídeo. Veja o tweet de Jason aqui.

Na resposta à youtuber, Jason diz: “Não se esqueça de acrescentar que ele a trancou em um quarto e ameaçou sua carreira se ela não fizesse a cena. Isso é muito importante e não deve ser omitido”. As acusações são claramente graves, e mais informações devem continuar sendo reveladas. No entanto, as fontes ainda não são confiáveis. Grace Randolph, por exemplo, nem sempre acerta nas informações que divulga.

Até que fontes oficiais se pronunciem ou novos detalhes sejam revelados, assim como Ray Fisher e/ou outros membros do elenco se pronunciarem, a discussão seguirá. A cena em questão também é parecida com uma feita por Joss Whedon em Vingadores: Era de Ultron, quando Bruce Banner cai em cima dos seios da Viúva-Negra.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 4º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.