[Review] Outlander – 2×05 – Untimely Resurrection

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Outlander Livros e Série Brasil
Imagem: Outlander Livros e Série Brasil

“Mas devo eu carregar as fraquezas de todos?”

Depois de Claire e Jamie conseguirem se reconectar, conspirar para que o Príncipe Charles mostrasse realmente o quão superficial é para o Duque de Sandringham, de Claire ter sofrido uma tentativa de envenenamento, ser atacada e Mary sofrer um estupro, o nosso casal viu os seus planos e o jantar que deram ruírem. Depois que uma Mary em estado de choque adentrou a sala com um Alex Randall que só queria ajudá-la, mas que para os convidados parecia mais com um malfeitor.

O episódio começa com uma casa bagunçada, com os empregados organizando tudo e Claire acompanhada pelo fofo do Fergus, preocupada com a ausência de Jamie e Murtagh que foram até a Bastilha para dar explicações sobre o ocorrido. É uma cena tão familiar e singela: os pais (Jamie e Claire) e os filhos (o bebê que esperam e Fergus o filho adotivo).

Jamie pergunta a Claire como ela está e como foi o ataque. Claire diz que estão bem e conta que os atacantes estavam mascarados, eram franceses, com roupas e sapatos de boa qualidade, que atacaram Mary e quando foram atacá-la a confundiram com a La Dame Blanche, ao que Jamie confessa ser ele o culpado porque disse no bordel que era casado com essa feiticeira para poder escapar dos ataques das prostitutas, não traí-la e não parecer efeminado.

Jamie conversa com Murtagh que está abatido e envergonhado por não ter evitado o ataque que eles sofreram, Jamie diz que ele não teve culpa e pede que ele siga o Conde de St. Germain e assim chegar aos bandidos. Murtagh concorda e diz que trará a vingança para ele.

Claire faz uma visita a pobrezinha da Mary Hawkins que conta que vai embora de Paris assim que estiver recuperada e pede a Claire que entregue na Bastilla uma carta que defende Alex do estupro. Confessa que o amor entre ela e Alex é verdadeiro e que agora que não vai mais se casar com o Visconde, a quem estava prometida, espera casar-se com o seu amado Alex. Claire lembrando que para Frank nascer no futuro é necessário que Mary case-se com Black Jack, e ela fica em dúvida sobre o que fazer.

Charles aparece para conversar com Jamie e diz que os apoiadores desistiram de ajudar a sua causa, mas que encontrou uma maneira de conseguir mais dinheiro para a sua rebelião e o seu novo colaborador é nada mais do que o Conde de St. Germain, que está precisando de um parceiro de negócios e o Príncipe Charles acredita que Jamie é perfeito para esse papel por estar administrando tão bem os negócios de bebidas de Jared.

Claire aparece conversando com Alex fora da prisão e querendo proteger o futuro de Frank mesmo que atormentada pela culpa, ela o alerta que casando com Mary ele vai condená-la a um futuro incerto, pois não tem um trabalho, está muito doente e assim vai acabando com os sonhos apaixonados dele. Nossa Claire, pobre do  Alex

Jamie se encontra com o Conde de St. Germain no bordel para tratarem de negócios, mas o que fica claro é o ódio e as ameaças trocadas entre eles.

Jamie conta para Claire sobre as novidades e fala sobre o plano de tentar destruir o navio novamente, onde Claire tem a ideia de inventar um surto de varíola. Jamie mostra para Claire um presente: que são as Colheres dos Apóstolos, uma herança que está em sua família há muito tempo para o batismo do bebê. Claire demonstra a sua insegurança em ser uma boa mãe porque ela sabe fazer as coisas práticas como alimentar, limpar e cuidar de uma criança, mas sabe que isso não é ser uma mãe e que ela não se lembra bem da sua, não tendo nada que a guie. Jamie a tranquiliza ressaltando o seu amor por ela e diz que eles podem e vão aprender isso juntos. E é tão bom ver os dois assim tão carinhosos e pensando no futuro.

Jamie e Claire vão visitar os estábulos do rei em Versailles para que Jaime ajude o Duque de Sandringham a comprar cavalos. Claire deixa os homens com os cavalos e conversando sobre o Príncipe Charles até encontrar Annalise (Margaux Chatelier) que comenta com Claire a diferença entre o menino que ela conheceu e o homem que ela fez de Jamie. Mais uma vez tenho que mencionar o sangue frio de Claire, primeiro tendo que suportar essa “coisinha” falando do seu homem e depois mantendo a classe quando reencontra com Black Jack Randall, porque ele está de volta! Mais obsessivo e sádico do que nunca, Claire tenta sair dali, mas chega o Rei da França, Louis (Lionel Lingelser) sempre encantado por Claire, não demora muito para Jamie aparecer ao lado de BJ e confesso que nessa hora eu gelei ao rever o trio novamente reunido depois de tudo o que aconteceu entre eles. Black Jack conta que está em Paris em nome de seu irmão para pedir o seu emprego de volta. O rei mostra não ter paciência com o capitão inglês e não demora a fazer pouco caso dele, faz BJ ficar de joelhos para implorar pela ajuda para o seu irmão. Todos riem com a situação e Claire pede permissão ao rei para retirar-se por não estar sentindo-se bem. Jamie pergunta se está tudo bem com ela e o bebê, ela diz que sim e então vai até BJ e o desafia para um duelo.

Imagem: Outlander Livros e Série Brasil
Imagem: Outlander Livros e Série Brasil

Claire vai até a Bastilha e denuncia Black Jack como o autor do ataque sofrido por ela e Mary; e assim BJ fica preso para interrogatório e o duelo é cancelado.

Jamie pergunta por que ela faria isso se ela mais do que ninguém sabe da necessidade que ele tem de matar BJ. Claire diz temer por ele, mas finalmente admite a sua verdadeira razão para não querer que Jamie mate Black Jack: por causa de Frank e Jamie fica atordoado. Ela explica que Frank está relacionado diretamente com Black Jack e que se Black Jack não puder ter uma criança com Mary Hawkins, Frank jamais vai nascer. Ela pede que ele espere por um ano para ter a sua vingança. Jamie se revolta e diz que até quando ele terá que suportar todas as dores e pede que ela escolha entre um dos dois. Ela diz que salvou a vida dele duas vezes, então ele deve à ela uma vida. Como um homem honrado Jamie promete esperar, mas está machucado com a traição de Claire.

Ah, Claire… Sinceramente eu jamais gostaria de estar em seu lugar. Porque amar Jamie, ver todo o sofrimento que ele passou e ainda as marcas que ele carrega e mesmo assim pedir pela vida de um homem que só trouxe dor e que ela odeia profundamente para poupar a vida de Frank, com certeza é uma escolha difícil demais.

Claire ama profundamente Jamie e o escolheu, decidiu viver em seu mundo com todos os perigos e diferenças, lutou para salvá-lo e curá-lo, mas também amou e ama ainda Frank, o seu marido paciente, carinhoso e amoroso. Ela jamais quis abandoná-lo, era feliz com ele e sente-se em dívida com ele. Claire é assim uma heroína diferente da maioria das mocinhas que estamos acostumados, ela é teimosa, forte, decidida, com defeitos e não pode conceber a ideia de que seja a responsável pela não existência de Frank, mesmo que isso abale a sua relação com Jamie e o faça sofrer demais. Mas para a sorte de Claire, Jamie é um homem justo que vai perceber que Frank não merece pagar pelos erros de BJ e que o amor deles é mais forte que tudo encontrando uma forma de perdoa-la. É Outlander nunca foi só uma história doce de amor, Outlander é muito mais complexo com personagens profundos e marcantes e com certeza teremos momentos de muita ação, emoção e dor pela frente.

Out¹: Tenho que falar mais uma vez do vestuário maravilhoso de toda equipe e com foco para o vestido deslumbrante de Claire que ela usou em Versailles.

Out²: Me doeu muito ver a culpa e o sofrimento de Claire, mas doeu muito mais ver a dor nos olhos de Jamie e confesso que por mais compreensiva que eu seja senti raiva nessa hora.

Out³: A aparição de Black Jack Randall foi mais do que esperada e temida e sempre é muito bom ver a atuação de Tobias Menzies. As atuações de Caitriona Balfe e Sam Heughan estão simplesmente maravilhosas mostrando a total sintonia do casal, espero e torço por prêmios para essa dupla que está por merecer.

Out4: Simplesmente adorei o tratamento dado pelo Rei Louis a BJ, pode até não ser politicamente correto mais nada melhor do que um sádico ser humilhado.

Out5Jesus H. Roosevelt Cristo, o kilt também voltou!

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Educadora, apaixonada por livros, séries e filmes. Gostaria muito de encontrar um portal e assim poder viajar no tempo por diversos lugares e épocas. Como ainda não achei viajo através das histórias dos vários personagens que encontro nesse universo maravilhoso e mágico de versos, rimas e letras.

Você Também Pode Curtir