Crítica | The Flash – 3×04 – The New Rogues

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Um episódio recheado de humor e descontração que deu um “up” na trama do velocista escarlate e ainda contou com diversas surpresas. The New Rogues foi um episódio digno para a série, daqueles que envolve e diverte do começo ao fim, algo que estava faltando no começo dessa temporada.

O episódio já começa nos mostrando um dos vilões mais queridos pelos fãs de The Flash, o saudoso Leonard Snart ou apenas Capitão Frio (Wentworth Miller) e como sua história cruzava com a de Sam Scudder o Mestre dos Espelhos (Grey Damon) e Rosa Dillon, a Pião (Ashley Rickards). É muito bom ver os famosos vilões da galeria do Flash juntos em ação no episódio. A adaptação ficou sensacional, conseguindo retratar bem os personagens e toda a manipulação que sofriam por Snart – nos quadrinhos ele é o grande líder do grupo. Sem dúvidas esse foi o grande ponto positivo do episódio, um grande acerto dos produtores e roteiristas.

A relação entre Barry (Grant Gustin) e Íris (Candice Patton) foi um dos destaques cômicos de The New Rogues, onde o vemos tentando desmanchar a ideia de que são “irmãos” ao lidar com o fato de namorarem na frente de Joe (Jesse L. Martin), o “pai” deles – que era considerado bem constrangedor para o casal. Foi divertido ver a reação de Joe e os diálogos entre o casal, que finalmente estão se acertando. Ainda falando em romance, a volta da advogada Cecile Horton (Danielle Nicolet) trouxe um novo ar para a vida de Joe. Durante todo o episódio era perceptível o interesse dela no detetive. Espero que em breve ele consiga descongelar seu coração e possa se abrir à um relacionamento.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Uma das surpresas desagradáveis deste episódio foi a decisão de Wells (Tom Cavanagh) e Jesse (Violett Beane) de voltarem para Terra-2. Pelo discurso no episódio anterior eles parecia que ficariam por mais tempo na Terra-1 e com isso não poderemos ver Barry e Jesse trabalhando juntos como velocistas, que inclusive foi um dos melhores acontecimentos desse episódio, já que ele serviu como um mentor para ela e a cena dos dois heróis lutando contra os vilões só mostrou que possuem uma ótima interação, Seria bem positivo continuar com isso na série. Para a equipe do Flash não ficar em desvantagem, Wells, com a ajuda de Caitlin (Danielle Panabaker) e Cisco (Carlos Valdés), toma a decisão inusitada de procurar um dos seus doppelgangers para se unir ao time. Enquanto ele volta para casa e é aqui que temos o momento mais engraçado do episódio inteiro. Os vários Wells das outras terras eram muito diferentes do que estamos acostumados, cada um com uma personalidade, vestimenta, modo de falar bastante variado e sobretudo, engraçados. O novo Wells, escolhido pelo próprio da Terra-2, é mais alegre e divertido e será interessante vê-lo trabalhar com a equipe, irá criar uma dinâmica diferente entre os personagens.

Outro destaque foi Caitlin, que usou seus poderes para ajudar Barry. O velocista foi preso em um espelho pelo Mestre dos Espelhos, para sair de lá era preciso congelar o vidro em uma temperatura que só alguém como a Nevasca poderia alcançar, já que a máquina que tinha sido usada para fazer o congelamento estava desligada, ela resolveu agilizar o processo. Wells percebeu o que aconteceu e, antes de voltar para sua terra, avisou para Cisco. A descoberta provavelmente já será trabalhada no próximo episódio, principalmente pela cena final em que percebemos o descontrole dos poderes dela que estão se manifestando fortemente.

The Flash é transmitida pelo canal CW todas às terças nos EUA. No Brasil o canal pago Warner exibe os novos episódios desde o dia 20 de outubro, quintas-feiras, às 22:30. E você o que achou do quarto episódio de The Flash? Deixe abaixo seu comentário.

Avaliação
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

21 anos, estudante de Química do Petróleo, viciado em séries. minhas preferidas são Fringe e Hannibal, mas sou fanático por séries baseadas em quadrinhos como The Flash, Arrow, Gotham, Supergirl, Agents Of Shield e Demolidor.

Você também pode gostar