Crítica | Blindspot – 2×10 – Nor I, Nigel, AKA Leg in Iron

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Assim como terminou 2016, Blindspot retorna com um ótimo episódio
Blindspot (NBC)
Imagem: Banco de Séries

Blindspot voltou com seus episódios inéditos e apesar de responder algumas das questões deixadas em 2016, não está nem perto de revelar a grande conspiração da série. Nos acontecimentos anteriores, Jane tomou uma decisão em relação a Roman, mas não esperou uma reação tão violenta; Dr. Borden e Patterson se envolveram em um conflito de vida ou morte, onde a agente especial do FBI, acabou levando a pior.

Nor I, Nigel, AKA Leg in Iron comprovou a qualidade da 2º temporada com um ritmo frenético. A série explorou o drama do momento sem perder a identidade cheia de ação e reviravoltas. A dinâmica que existe entre Jane e Roman é única. Foi uma boa jogada dos roteiristas fazer a reconstrução da relação dos dois, mesmo que Roman esteja sem memória a ligação e carinho que existe entre os irmãos é bastante explicita (exceto pelo equivoco do início). Porém, mesmo sabendo que a escolha de Jane em omitir informações de seu irmão (por influência de Nas) pode trazer consequências negativas no futuro, excluindo as chances de redenção de Roman.

O trio de destaque deste episódio, sem dúvida, foram Dr. Borden, Patterson e Shepherd. Em momentos cheios de ‘lealdades fora de lugar”, tensão pela vida de Patterson, orgulho por termos uma vilã digna como Shepherd, decepção e surpresa por causa das atitudes de Borden, raiva pelos momentos de tortura e uma dose de esperança para recuperar um agente desgarrado. A cena de ação protagonizada por Borden e Kurt foi uma das melhores já vista em Blindspot, as habilidades de luta do psicologo surpreenderam e deram bastante trabalho à Weller.

Kurt, mais uma vez, demonstrou por que é tão capacitado para ser o líder da equipe. Parece que os últimos acontecimentos despertaram novas atitudes, o agente resolveu utilizar de ameaças e da sua influência para mostrar aos seus superiores que a partir deste momento as coisas irão acontecer do jeito dele. Se isso se refletir nos seus relacionamento – vide Jane – melhor ainda.

Falando em relacionamentos, o caminho que Tasha e Reade está trilhando um rumo nada agradável, os dois não convencem como casal (ainda). Apesar de entender as motivações de Tasha em relação a Jane, as últimas atitudes dela – de autossuficiência, sempre acusando e desconfiando – começam a ser incômodas.

Blindspot começou 2017 com uma ótima introdução, dá para sentir a atmosfera mudando e a expectativa pela conclusão crescendo. O grande mistério do momento é o papel de Kurt no plano de Shepherd e ficar sem essa revelação têm criando uma frustração enorme para o público. Quando parece que vamos focar em apenas em uma pergunta, surgem outras, tão importantes quanto as anteriores.

Avaliação

(Muito Bom)

Confira o promo do próximo episódio abaixo:

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Estudante de Pedagogia, apaixonada por livros, filmes e séries que envolvam muito mistério, romance e ficção. Na sua lista de favoritos estão: Supernatural, Criminal Minds, Once Upon a Time, Bones e Scream.
Sempre em busca de novas aventuras e emoções, o que significa que essa lista ainda vai crescer, e muito!

Você Também Pode Curtir