Michael B. Jordan no filme Creed II (2018) | Imagem: Reprodução/IMDb | Crédito: Barry Wetcher / Warner Bros.

O The Hollywood Reporter (THR) confirmou no início da noite desta sexta-feira (16), que o ator Michael B. Jordan (Creed, Pantera Negra) será um dos produtores de Static Shock, o filme live-action do Super Choque. Jordan trabalhará no cargo ao lado de Reginald Hudlin (Marshall: Igualdade e Justiça).

O ator se manifestou sobre o anúncio, exaltando a importância do projeto. “Tenho orgulho de fazer parte da construção de um novo universo centrado em super-heróis negros; nossa comunidade merece isso”, afirmou Michael B. Jordan em declaração oficial ao THR. Jordan entra no projeto representando a sua produtora, a Outlier Society, com participação criativa direta no filme. Sobre isso, o protagonista de Creed: Nascido Para Lutar (2015) e Creed II (2018) disse que está entusiasmado pelo projeto e feliz de se unir a Warner Bros. e a Hudlin para realizar a adaptação.

O filme live-action do persongem, um dos mais queridos entre os fãs da DC Comics, foi confirmado durante o evento de escala global realizado pela empresa, o DC FanDome. Segundo o THR, a recepção do filme pode determinar também a produção de uma franquia derivada do personagem. Super Choque apareceu nas HQs pela primeira vez em 1993 pela Milestone Comics, na época distribuída pela DC. A empresa havia sido criada por artistas e escritores negros, que visavam tornar os quadrinhos um lugar mais inclusivo.

Além do filme, o personagem que fez sucesso também na animação Super Choque (exibida nos anos 2000), ganhará novas histórias em quadrinhos com a assinatura de Reginald Hudlin. O longa-metragem centrado em Virgil Hawkins ainda está em estágios iniciais de desenvolvimento, e nos próximos meses deve ganhar mais novidades.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 4º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.