[Review] Game of Thrones – 6×05 – The Door

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
Imagem: Game of Thrones Brasil
Imagem: Game of Thrones Brasil

“Hold the door, Hold th door, Hold door, Hol door, Hodor.”

Sansa vai ao encontro de Mindinho em Vila Toupeira e mostra que deixou de ser aquela garota fútil e fraca. Ela confronta Mindinho, sobre ele ter sido uma das pessoas por trás do seu casamento com Ramsay e afirmando que se ele não sabia sobre como o bastardo Bolton era, ele no mínimo devia ser um idiota e se caso soubesse, então é o seu inimigo. Ela rejeita a ajuda oferecida por ele, o que sinceramente eu não acho que seja prudente, mas obtém a informação de que seu tio Peixe Negro está vivo e tem um exercito. Sansa não conta a Jon sobre Mindinho, talvez por sofrer ainda da manipulação dele ou por achar que não pode confiar em ninguém, até mesmo em seu meio irmão. Todos partem para conseguir apoio para enfrentar Ramsay na batalha que se aproxima.

Arya Stark aparece mais e mostra que continua avançando em seu treinamento para tornar-se uma assassina sem rosto. Sua primeira missão é matar uma atriz e para isso, Arya, vai assistir a encenação que mostra os principais acontecimentos de Westeros. O interessante é ver que os Lanisters aparecem como os bonzinhos, menos Tyrol, que surge como o vilão. Seu pai, Ned Stark, é ridicularizado e isso a incomoda. Arya percebe que colocar veneno no rum da atriz seria a forma de matá-la, mas questiona Jaqen H’ghar dizendo que a atriz parece ser uma boa pessoa e ele afirma que uma serva não questiona.

Nas Ilhas de Ferro acontece a Assembléia dos Homens Livres e Yara é a primeira a reivindicar o trono, Theon Greyjoy apóia a sua irmã, dizendo ao povo que ela é a herdeira que sempre os liderou. Então surge Euron Greyjoy que admite matar Balon, seu irmão mais velho, por ser um líder fraco. Afirmando que ele é um homem de verdade e que tanto Yara como Theon não possuem um pênis, então não poderão comandar o seu povo. Povinho mais perdido esse viu, porque no começo quando Yara estava falando todos gritavam o nome dela. Depois quando Euron começou a falar já mudaram e gritaram o nome dele como seu líder. Aí teve a cerimônia  de coroação e enquanto isso Yara e Theon fugiram com toda a frota de navios. Euron ao descobrir isso manda que façam novos navios porque ele pretende se aliar a Daenerys, lhe dando a maior tropa naval que o mundo já viu. A pergunta que não quer calar é como Euron e seus aliados não perceberam Yara, Theon e aquele povo todo indo embora? Porque eram muitos navios.

Achei muito romântica a cena entre Jorah e Daenerys, em que a rainha pede que o seu cavaleiro mais fiel parta em busca da cura da doença que ameaça a sua vida. E que retorne ao encontrá-la para estar ao seu lado quando ela conquistar o trono.

Em Mereen, Tyrion pede ajuda a Kivara a Alta Sacerdotisa do Templo Vermelho de Volantis, que reconhece Daenerys como aquela que foi enviada pelo Senhor da Luz e renasceu do fogo para construir o mundo à sua imagem. Varys não concorda com Tyrion, por simplesmente odiar magia e por tudo o que aconteceu com ele no passado, mas Kivara prova o seu poder contando sobre o seu passado. É Varys não mexa com essa sacerdotisa porque ela tem aquele olhar de loucura.

Imagem: Game of Thrones Brasil
Imagem: Game of Thrones Brasil

Bran está às voltas com o seu treinamento com o Corvo de Três Olhos e descobre que Os Filhos da Floresta criaram Os Caminhantes Brancos como uma arma contra os homens. Depois enquanto todos dormem, Bran com a sua curiosidade faz mais uma viagem psíquica, encontra Os Caminhantes Brancos e o seu exercito de não mortos. Bran percebe que eles conseguem vê-lo e o Rei da Noite toca em seu braço. Então, o Corvo de Três Olhos diz que ele precisa aprender o que falta e ir embora porque ali não é mais seguro, pois agora ele está marcado e o Rei da Noite o encontrará. Será que só naquele lugar ou ele sempre estará atrás de Bran? E para onde Bran irá agora, já que ele só tem a Meera já que todos os outros morreram?

É nesse momento que o episódio torna-se arrebatador e me fez chorar porque acontecem sacrifícios como o dos Filhos da Floresta, de Verão e o maior de todos o do jovem Willis. Bran foi o causador de Hodor ser como ele é, e Hodor levou Bran até o Corvo para que ele tivesse essa visão no futuro e causar o Hodor como ele é. Ou seja, Hodor existiu apenas para cumprir sua missão e salvar a vida daquele que arruinou a sua, muito triste ver que Hodor viveu todo esse tempo para segurar a porta nesse momento. É também interessante ver a extensão do dom que Bran tem e de como isso pode ser transformado em uma maldição.

Essa temporada de Game of Thrones está ótima e os últimos 10 minutos desse episódio foram extremamente tensos. Bran segue agora com o seu treinamento incompleto e com o fardo das consequências provocadas por suas ações. Os Starks dominaram esse episódio, seja pelo dom/maldição de Bran, pelo avanço de Arya, pela força de Sansa e por Jon ser considerado por sua irmã não mais como um bastardo, mas um Stark porque ela lhe faz uma roupa com o símbolo dos lobos, o símbolo dos Starks. É os Starks estão de volta e a grande batalha está chegando.

GOT¹: Continuo shipando muito Brimund.

GOT²: Gosto muito dos lobos Starks e fiquei muito triste com a morte de Verão. Agora só temos Fantasma e Nymeria. E espero que ainda por muito tempo.

Nota do autor para o episódio:
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, ,

Comentários

Educadora, apaixonada por livros, séries e filmes. Gostaria muito de encontrar um portal e assim poder viajar no tempo por diversos lugares e épocas. Como ainda não achei viajo através das histórias dos vários personagens que encontro nesse universo maravilhoso e mágico de versos, rimas e letras.

Você Também Pode Curtir