Robert Zemeckis, Matthew Vaughn ou Sam Raimi? Qual o melhor diretor para o filme solo do Flash?

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

A DC Comics/Warner Bros. precisa dar um rumo ao seu universo cinematográfico de vez, afinal, o estúdio tem apenas Mulher-Maravilha (às vésperas de sua estreia), Liga da Justiça (se encaminhando para o lançamento em novembro) e Aquaman (único filme da DC que deve ser lançado em 2018), o restante são rumores e falações. Porém, um dos filmes que ainda faz parte do calendário da Warner/DC (que deve passar por alguma remodelação para a San Diego Comic Con), é o longa solo do Flash (Ezra Miller), que teoricamente seria lançado em março de 2018, e isso é impossível.

[ATUALIZAÇÃO: Sam Raimi não está mais entre os diretores que podem assumir o projeto, e o ator Billy Crudup abandonou o elenco. Ainda assim, deixaremos as considerações sobre Sam Raimi na matéria.]

The Flash, título oficial do filme, seria dirigido por Rick Famuyiwa, um diretor de poucos trabalhos, sendo Dope: Um Deslize Perigoso o seu longa-metragem de maior expressão. Por outro lado, Rick não era o primeiro diretor do longa, este já havia estado nas mãos de Seth Grahame-Smith, que dirigiu dois episódios de uma série desconhecida, porém, é um ótimo roteirista – escreveu roteiro de LEGO Batman – O Filme -. Mas, Seth, acabou deixando o cargo por diferenças criativas.

Agora, de acordo com a Variety e o site Screen Junkies, a Warner Bros. tem três nomes, ótimos, para dirigir o filme do velocista escarlate: Robert Zemeckis, Matthew Vaughn e Sam Raimi. Mas a pergunta que não quer calar (antes que o estúdio confirme qual deles pode ser, ou não, o diretor de The Flash) é: Qual dos três seria o melhor diretor para o filme? E é isso que vamos tentar responder.

Robert Zemeckis é sem sombra de dúvida o mais qualificado para a direção de The Flash – sem desmerecer os outros nomes – e é o favorito do estúdio para assumir o cargo. Zemeckis dirigiu, apenas, a trilogia De Volta Para o Futuro e se pensar na premissa de que um filme do Flash sem viajem no tempo não seria um filme do Flash, Zemeckis é o que, de longe, entende mais de viagens no tempo. Mas só isso não basta. Barry Allen é um nerd, cientista, e explicações banais não bastariam para justificar os acontecimentos do filme. De Volta Para o Futuro, por exemplo, não banaliza a viajem no tempo, o filme sabe explicar os seus conceitos científicos de forma acessível e transforma a ficção científica em uma grande e divertida aventura, que conversa muito bem com o público jovem, e essa parece ser a abordagem ideal para The Flash. (Vale lembrar que Robert Zemeckis também dirigiu Forrest Gump e Náufrago, mostrando, também, a habilidade que tem ao criar um background dramático para seus protagonistas, o que cairia como uma luva para Barry Allen no seu filme solo.).

Por outro lado, Matthew Vaughn – que dirigiu X-Men: Primeira Classe, Kingsman: Serviço Secreto, Kick-Ass, entre outros – é um diretor que sabe solidificar seus filmes, assim como permeia entre ideias despirocadas ou por historias mais pé no chão (que é o caso de X-Men: Primeira Classe). Vaughn tem diversos méritos em seus filmes, e um deles é a comédia, mesmo que seus longas tenham uma temática mais séria. Com esse tom cômico, Vaughn poderia dar seguimento ao aparente trabalho de Zack Snyder com o Flash de Ezra Miller, fazendo do protagonista um ótimo alivio cômico em seu próprio filme. Entretanto, a história solo do velocista no cinema não pode ser apenas uma comédia adolescente. Mesmo assim, The Flash parece ser o tipo de projeto ousado que tem a cara de Matthew Vaughn – vale lembrar que o diretor sabe trabalhar muito bem com efeitos visuais e práticos, além de comandar ótimas cenas de ação.

O último é, apenas, Sam Raimi, diretor de um clássico dos filmes de super-herói, Homem-Aranha 2. Raimi parece ter a experiência necessária para assumir a direção de The Flash, afinal, não é nada fácil trabalhar com um personagem tão popular como o Homem-Aranha. Mesmo que o “teioso” não tenha nada em comum com o Flash, é possível criar alguns paralelos de desenvolvimento entre os personagens, devido aos dramas pessoais de cada um e forma como tentam separar a vida normal das atividades heroicas que praticam. Sendo assim, a bagagem de Raimi e o devido entendimento que ele já possui quanto aos super-heróis viria a calhar para The Flash, sendo um diretor que atende as necessidades primordiais da Warner Bros. e dos fãs no momento: um diretor pé no chão e que sabe o que precisa fazer, passando a seguranças necessária para estabilizar o projeto.

E para você, qual dos três nomes citados acima é o ideal para a direção de The Flash? Deixe nos comentários!

Vale lembrar que mesmo adiado, o roteiro de The Flas está sendo reescrito por Joby Harold (Rei Arthur – A Lenda da Espada) e já tem Kiersey Clemons (Dope: Um Deslize Perigoso) como Iris WestBilly Crudup (Watchmen, Alien: Covenant) como Henry Allen (que já apareceu no novo trailer de Liga da Justiça), além de Ezra Miller como o protagonista – visto em Batman vs Superman – A Origem da Justiça e em Esquadrão Suicida.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comentários

Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek, Star Wars, Marvel, DC Comics. Na TV The Walking Dead, Shameless, Jessica Jones, The Handmaid’s Tale, entre outras, são algumas das suas favoritas.

Você Também Pode Curtir