Reprodução/IMDb

A Variety recolheu informações de uma negociação entre Netflix, Luc Besson e a EuropaCorp – produtora do cineasta. Até o momento, nenhum das partes se pronunciou sobre a informação.

O acordo, basicamente, seria para que o cineasta pudesse escrever e dirigir inúmeros filmes para a Netflix – sendo este Originais do serviço de streaming. O contrato, de acordo com a reportagem da Variety, estaria orçado em torno de US$ 30 milhões. Dentro da negociação, a Netflix ainda pode adquirir diversas produções da EuropaCorp – que produz os filmes do diretor, entre outras franquias como Busca Implacável e Carga Explosiva. Além de envolver os direitos de distribuição, a negociação ainda poderia permitir que a Netflix desse seguimento a essas franquias.

O acordo é ainda mais significativo após o fracasso comercial de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, o último filme do diretor. O longa, que custou cerca US$ 177 milhões, arrecadando apenas US$ 41 milhões no mercado doméstico (o que é péssimo para um blockbuster dessa escala) e US$ 184 milhões no mercado internacional (o que também é muito ruim). Com esses números, a EuropaCorp, há meses, está enfrentando dificuldades financeiras – a empresa já realizou, inclusive, uma ação de demissão em massa.

A negociação, então, beneficiaria ambos os lados, traria de volta o equilíbrio financeiro para a EuropaCorp e daria ótimas vantagens para a Netflix no mercado europeu, já que a empresa francesa é bastante influente no velho continente.

Enquanto as negociações se desenrolam, Luc Besson segue firme no seu próximo projeto, o suspense Anna – estrelado por Helen Mirren e Luke Evans, que chega aos cinemas em 2019.

COMPARTILHAR
Editor-chefe e criador da Matinê Cine&TV. Fã de Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Planeta dos Macacos, Star Trek, Star Wars, Marvel, DC Comics. Na TV The Walking Dead, Shameless, Jessica Jones, The Handmaid's Tale, entre outras, são algumas das suas favoritas.

Comentários