Produtores afirmam que a violência não vai diminuir em The Walking Dead

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone
The Walking Dead ficará menos violenta? Produtores comentam sobre a polêmica

The Walking Dead

Não é nenhuma novidade que uma das principais características de The Walking Dead é a sua abordagem violenta. Esta atitude de mente aberta em relação a um dos aspectos mais infelizes da vida em um mundo apocalíptico estava em plena exibição na estreia da sétima temporada, um episódio que se centrou no assassinato e tortura ao grupo de Rick (Andrew Lincoln) pelo sádico Negan (Jeffrey Dean Morgan) – leia a crítica do primeiro episódio da temporada aqui.

Leia também: “Rick será o oposto da 1ª parte da temporada de The Walking Dead

O episódio provocou uma reação passiva do público e a audiência do episódio seguinte – que se mostrou muito menos violento – caiu drasticamente em relação aos seus números astronômicos habituais. Teria o público prazer por violência extrema?

Na semana passada, durante um painel na conferência NATPE (National Association of Television Program Executives), a produtora da série, Gale Anne Hurd, comentou sobre como a série iria diminuir a violência futuramente:

Revisamos o feedback sobre o nível de violência. Nós diminuímos o tom violento para os episódios da temporada, que ainda estávamos filmando.”, disse Gale.

Leia também: “Assista o teaser da continuação da 7ª temporada de The Walking Dead 

Seus comentários foram rapidamente contrariados pelo showrunner Scott Gimple e pelo produtor executivo Greg Nicotero em uma entrevista à Entertainment Weekly. Ambos negam firmemente qualquer alegação de que reduziriam a violência.

A violência na estreia foi por uma razão. O horror do que aconteceu com os personagens foi muito específico para esse episódio e o início de toda essa nova história. Eu não acho que esse é o nível básico de violência que necessariamente deveria estar no programa. Deve ser específico para uma história e um propósito, e havia um propósito de traumatizar esses personagens a um ponto em que talvez eles fossem dóceis pelo resto de suas vidas, que era o ponto de vista do Negan. Mas vou dizer novamente, a violência na estreia foi para um propósito narrativo específico e eu nunca diria que essa é a quantidade de violência cotidiana da série. Se alguma vez vamos ver algo tão violento na série, precisa haver um propósito narrativo específico para isso.”

Greg Nicotero, que também chefia a equipe que projeta e constrói os zumbis para a série, bem como muitos outros efeitos especiais (vide o olho do Carl), acrescentou:

Tão brutal quanto o primeiro episódio foi, isso ainda é parte de nossa bíblia de contar histórias, que é sobre o que aquele mundo é. Eu acho que nós nunca deveríamos mudar nossa abordagem, e eu acho – mesmo depois de olhar para esse episódio novamente – que não teríamos feito de forma diferente. Definitivamente há uma diferença entre a violência contra os zumbis e a violência humana, mas na verdade, estamos apenas contando a nossa história.

A disparidade nas respostas da equipe criativa de The Walking Dead vão gerara muitas especulações sobre como a série irá se retratar no futuro.

The Walking Dead retorna com a sua segunda parte da 7° temporada no dia 12 de Fevereiro.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Comentários

Sou com certeza um viciado em séries. Gosto de todos os tipos. Minhas preferidas são Sense8, Séries da Marvel,Game of Thrones, Westworld e Outlander. Se tiver super-herói pode ter certeza que vou assistir.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *