Imagem: Reprodução/IMDb
Joi (Ana De Armas) e K (Ryan Gosling) em ena de Blade Runner 2049
Imagem: Reprodução/IMDb

Blade Runner 2049 é uma sem dúvida um dos melhores filmes de 2017. O novo longa-metragem de Denis Villeneuve foi aclamado pela crítica nacional e internacional, quando lançado no início do mês de outubro, mas o sucesso de crítica não se refletiu na bilheteria do filme.

A continuação de Blade Runner, O Caçador de Androides (1982), arrecadou US$ 81,3 milhões nos EUA, e US$ 142 milhões no mundo todo. Somando os valores, Blade Runner 2049 acumula uma bilheteria mundial de US$ 223,3 milhões, para um filme que custou cerca de US$ 185 milhões – sem acrescentar os gastos de marketing.

Segundo a Forbes (via ScreenRant), Blade Runner 2049 teve uma estreia extremamente baixa na China – que torna-se cada vez mais importante para o mercado cinematográfico -, arrecadando entre US$ 8,3 e US$ 9 milhões. Assim, Blade Runner 2049 não conseguiria igualar, ao menos, a bilheteria de Tempestade: Planeta em Fúria, que estrou arrecadando US$ 9,5 milhões (apenas na China).

Blade Runner 2014 entrou em cartaz na China no último dia 27 de outubro, e os números da arrecadação do filme no país devem ser confirmados em breve. Vale lembrar que o filme continua em cartaz nos cinemas brasileiros.

COMPARTILHAR
Criador da Matinê, está no 4º semestre do curso de jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. Aqui escrevo sobre filmes e séries a partir da minha perspectiva de mundo, sem medo de mostrar a todos o meu entendimento pessoal daquilo que assisto. O debate de pontos de vistas diferentes é livre, e sempre bem-vindo.